quinta, 13 de dezembro de 2018
Futebol
Compartilhar:

Treze vence por 1 a 0, mas perde título da Série D

Da Redação / 04 de agosto de 2018
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Final da Série D Treze x Ferroviário - Lucas Figueiredo_CBF
Não deu para o Treze. Mesmo vencendo o jogo da volta por 1 a 0, a vitória do Ferroviário-CE por 3 a 0 na primeira partida garantiu o título de campeão da Série D para o time cearense. O triunfo do Galo da Borborema foi neste sábado (4), no Amigão, em Campina Grande. O confronto festivo serviu para encerrar oficialmente os trabalhos do estádio neste ano, já que o mesmo terá o seu gramado reformado a partir da próxima segunda-feira. O único gol da partida foi marcado por Marcelinho Paraíba.

O primeiro tempo já mostrava que o jogo não seria fácil. Com disputas bem acirradas no meio campo, o Galo buscava espaço para abrir o placar e lutar por um resultado que ainda pudesse manter viva a chance do time paraibano brigar pelo título. Aos sete minutos, o Treze conseguiu uma boa jogada com Marcelinho Paraíba, que recebeu um bom passe e chutou cruzado. Na sequência, a bola desviou e a defesa do Ferrão precisou brigar com Leandro Love para a bola não entrar no gol.

Depois, o que se viu foi um show de faltas e a arbitragem sendo obrigada a paralisar o duelo por várias vezes. Durante três minutos, a partir dos 15, o Treze montou uma verdadeira blitz em cima da defesa do Ferroviário. As investidas foram através de Patrick, Leílson e Marcelinho Paraíba.

No esquema montado pelo técnico Flávio Araújo, um trio formado por Leílson, Patrick e Marcelinho Paraíba era responsável pela troca de passes no meio campo, mas que até então, não tinham resultado em jogadas efetivas.

Aos 27, por muito pouco o time cearense não abriu o placar. Em jogada individual, Sávio ficou no 'mano a mano' com Brumati e chutou. O goleiro Mauro Iguatu espalmou e no rebote, Edson Cariús só não chutou porque foi impedido pela defesa trezeana.

O Treze não se conformava e Marcelinho Paraíba, nome mais experiente do grupo alvinegro, começava a entender a sua responsabilidade diante de um desafio importante como este jogo. Após receber um passe de Dedé, foi 'garçom' para Leílson, que chutou para uma grande defesa de Gleibson.

No segundo tempo, o Galo continuou insistindo. As primeiras jogadas dos 45 minutos finais tinham o domínio trezeano, até porque o tempo estava se esgotando para o que o time almejava: uma vitória por, pelo menos, três gols de diferença para levar o duelo para os pênaltis.

Marcelinho foi para o 'tudo ou nada'. Aos 21, o meia arriscou um chute de longe e assustou o goleiro do Ferrão. Dois minutos depois, veio a grande oportunidade. E ele fez.

Lançamento para Leílson e o defensor do Ferroviário toca a bola com o braço dentro da área. Na cobrança da penalidade, Marcelinho chuta forte no canto esquerdo e abre o placar, para o delírio do torcedor trezeano. Depois disso, o Galo tomou mais gosto pela partida e foi para cima, mas já era tarde.

Aos 46 ainda teve um gol marcado por Leandro Love, mas a arbitragem já havia sinalizado a paralisação da partida.

Com isso, o Ferroviário conquistou um título após 23 anos e se tornou o primeiro time da capital cearense a se consagrar campeão brasileiro. O Treze garantiu o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro de 2019.

Relacionadas