quarta, 18 de outubro de 2017
Botafogo
Compartilhar:

Leston Júnior elogia zagueiro Gladstone, mas não crava acerto

Allan Hebert / 11 de outubro de 2017
Foto: Rogério Moroti/Ag. Botafogo-SP
Ventilado como possível reforço do Botafogo para a temporada 2018, o zagueiro Gladstone foi elogiado pelo técnico do clube, Leston Júnior, com quem ele trabalhou em 2016 no Mogi Mirim-SP e no Villa Nova-GO no primeiro semestre desta temporada. No entanto, o novo comandante do Belo não descartou um acerto, mas deixou a cargo da diretoria do Alvinegro da Estrela Vermelha.

“Na verdade, eu particularmente não trato diretamente com os jogadores, deixo essa parta para a diretoria. O Gladstone é um jogador com quem já trabalhei duas vezes, muito experiente e que tem uma qualidade indiscutível, mas só a diretoria pode falar sobre se está o contratando ou não”, declarou o técnico.

Aos 32 anos, Gladstone tem no currículo passagens por grandes clubes do futebol brasileiro e também do exterior. Revelado pelo Cruzeiro, o defensor atuou também por Palmeiras, Náutico e Portuguesa, dentre outros.

Na Europa, jogou pela poderosa Juventus, da Itália, e Sporting, de Portugal. Em entrevista ao PB Esportes, o jogador revelou que foi procurado pelo Botafogo e que o fato do clube ser treinado por Leston Junior pode influenciar em sua decisão.

“Já trabalhei com o Leston e ele é um amigo que tenho, além de ser um grande treinador. O fato de ser ele o treinador do Botafogo é uma das questões que podem influenciar para que essa história tenha um desfecho positivo, porque tenho muita amizade com ele e sei que ele são feitos bons grupos e bons trabalhos, consequentemente”, falou o jogador.

Leston segue em Belo Horizonte, mas deve desembarcar na Capital paraibana no fim deste mês. Por enquanto que não chega à João Pessoa, de acordo com o novo comandante alvinegro, os contatos são diários com os integrantes da diretoria do Alvinegro da Estrela Vermelha na busca para montar um time competitivo.

“Estou em contato o dia todo em contato com o Breno (Morais, vice-presidente de futebol), com o Warley (gerente de futebol), com o Francisco Sales (diretor executivo), com Zezinho (presidente), nos falamos de cinco a dez vezes por turno sobre a montagem do elenco. Estamos trabalhando para formar um time compatível com a grandeza do Botafogo”, contou.

Relacionadas