domingo, 18 de fevereiro de 2018
Série C
Compartilhar:

Djavan marca ‘gol salvador’ e se torna uma das peças importantes do Belo

Raniery Soares / 06 de setembro de 2016
Foto: Rafael Passos
A temporada ainda não acabou, mas com certeza o Botafogo já percebeu que promover jogadores das categorias de base para o elenco profissional é um bom negócio.

Um grande exemplo deste negócio altamente rentável é o volante Djavan, que coleciona o maior número de atuações com a camisa do Belo nesta temporada, com exceção apenas do goleiro Michel Alves, praticamente um titular absoluto.

O garoto de apenas 20 anos ‘desbancou’ jogadores experientes que foram contratados para o projeto 2016 do Bota e se consolidou como uma das peças mais importantes do time, principalmente agora na Série C.

Após marcar o gol que salvou o Belo de um empate diante do Confiança-SE, ele rechaçou qualquer título de heroísmo, preferindo dizer apenas que foi ‘iluminado por Deus’. O detalhe é que até poucos minutos antes da redenção, o mesmo Djavan se envolveu em uma jogada polêmica, que resultou em um pênalti para o adversário.

“Só Deus sabe explicar o que aconteceu. Na verdade, o chute não foi com a perna boa, foi com a esquerda, mas tive a felicidade de acertar o chute e a bola entrar. Eu já sabia que na hora certa esse presente ia chegar, mas o mérito não é só meu, é de todo o grupo. Agradeço pela confiança da comissão técnica, mas o importante são os três pontos que conseguimos”, afirmou.

Mudança. A diretoria anunciou a saída do zagueiro André Paulino. Ele vinha sendo utilizado como titular nos últimos jogos e trocou o Belo pelo Ceará. Porém, o substituto para a sua vaga foi anunciado, é o experiente Anderson, 34 anos, ex-Vila Nova, também com passagens pelo Fluminense e Ceará. O novo reforço será apresentado ainda esta semana.

Relacionadas