quinta, 24 de maio de 2018
Futebol
Compartilhar:

Santa Cruz adia o sonho do bi do Campinense

Renata Fabrício / 01 de Maio de 2016
Foto: Raniery Soares
O grito de milhares de torcedores raposeiros foi silenciado quando a taça da Copa do Nordeste foi entregue, pela primeira vez na história, ao Santa Cruz, de Pernambuco. A final do campeonato regional prometia além de um estádio lotado, corações apaixonados e emoções do início ao fim. A Raposa precisava do placar de 1 a 0 para levantar a taça dourada pela segunda vez, e chegou a deixar o torcedor com o grito de vitória na garganta, mas terminou a partida com a equipe da Cobra Coral levando para casa a taça de campeão após o empate em 1x1.

Aos 25 minutos do segundo tempo, uma jogada entre Pitibull e Rodrigão abriu o placar para a Raposa e terminou com a bola nas redes do goleiro Tiago Cardoso. Era o gol da vitória. A mudança na dinâmica do jogo fez as duas equipes realizarem trocas importantes de jogadores, mas aos 33 da fase final, o Santa Cruz aproveitou uma falha na defesa rubronegra e carimbou o placar da vitória com gol do atacante Arthur.

O Campinense ainda insistiu na marcação e tentou elevar a decisão para os pênaltis. Precisando de apenas mais um gol para decidir nas penalidades, a pressão em cima do Santa Cruz aumentou, mas não o suficiente para reverter o placar.A partida terminou com os jogadores do Santa Cruz correndo para comemorar com a torcida tricolor a primeira taça de campeão do Nordeste. A Raposa se despediu da torcida sob aplausos.

Relacionadas