quinta, 18 de outubro de 2018
Futebol
Compartilhar:

FPF pede que clubes apresentem certidões negativas

Franco Ferreira / 09 de setembro de 2016
Foto: Arquivo
Para começar a elaboração do próximo Estadual,a entidade encaminhou uma notificação aos clubes solicitando os documentos exigidos por Lei como critérios técnicos para as disputadas do Campeonato Paraibano da Primeira Divisão de 2017.

Pelo prazo estabelecido pela Federação, os dirigentes terão até o dia 1 de novembro para apresentarem as certidões de regularidade fiscal, certificado de regularidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), comprovação de pagamento dos vencimentos acertados em contrato de trabalho e dos contratos de imagem dos atletas.

De acordo com a notificação assinada pelo presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, esta é uma exigência da Lei Federal 13.155/2015 (Profut).

Com esta determinação passada aos clubes, no tocante a apresentação das certidões, Amadeu Rodrigues, afirma que o objetivo da Federação “é cumpri o que determina a lei. Nada mais do que isto. Lei tem que ser cumprida”.

Relembre os imbróglios

Na verdade, o presidente da FPF quer evitar problemas como aconteceu no campeonato deste ano quando o Treze representou o Campinense no Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba, acusando o clube rubro-negro de não ter as certidões do Profut. O caso foi resolvido no STJD da CBF e certame ficou paralisado quase um mês.

Segunda Divisão. Atualmente o Campeonato Paraibano da Segunda Divisão começou com sete oito times e depois da segunda rodada entrou o Grêmio Serrano que tinha sido excluído por não apresentar a documentação. Depois, o TJDF-PB determinou a inclusão do clube, por entender que o reclamante cumpriu a Lei.

Relacionadas