quinta, 24 de maio de 2018
Futebol
Compartilhar:

Após conquistar o bicampeonato Paraibano, Campinense demite técnico Diá

Franco Ferreira / 21 de junho de 2016
Foto: ASSUERO LIMA
Depois de perder dez jogadores, o Campinense também fica sem o treinador Francisco Diá, uma semana após conquistar o bicampeonato paraibano 2015/2016. A confirmação da queda do técnico aconteceu ontem à tarde, conforme a confirmação da diretoria. O motivo da saída de Diá está relacionada com o desmonte do elenco que conquisto o título estadual.

Além das saídas dos dez jogadores e o péssimo início na Série D do Brasileiro, o time ainda amarga a condição de lanterna no Grupo A9, com apenas um ponto ganho. Diá não conseguiu evitar o Campinense perder para o Murici-AL,a estreia. Além disso, o time acumulou o empate com Sergipe, em casa.

O primeiro grande desfalque do Campinense aconteceu com a saída do atacante Rodrigão, artilheiro do time com 17 gols, sendo nove no Campeonato Paraibano e oito na Copa do Nordeste. Rodrigão se transferiu para o Santos-SP. Depois foi oficializado o afastamento do zagueiro Tiago Sala, que acertou com o ABC de Natal.

No último final de semana, o Campinense sofreu outro abalo com as saídas dos atacantes Pitbull, Raul e Jussimar, além do meia Roger Gaúcho, que foi para o CRB. Pitbull tem acerto com o Criciúma. Jussimar garante ter proposta do América de Natal. Enquanto que Raul vai atuar no futebol indiano.

Para completar a debandada no Renatão, a diretoria confirmou ontem o afastamento de mais quatro jogadores. Não fazem mais parte do elenco rubro-negro os volantes Van Basty e Tiago Pedra, o atacante Daniel Lima e o zagueiro Jairo.

Para completar o elenco, o clube já contratou seis jogadores: os meias Doda e Tercio, os zagueiros Zé Antônio e Rafael, além dos atacantes Alex Sandro e Júnior Chicão.

Leia Mais

Relacionadas