domingo, 20 de maio de 2018
Esportes
Compartilhar:

Em depoimento, ex-jogador Warley diz que foi assaltado

Halan Azevedo / 30 de Janeiro de 2018
Foto: Arquivo
O ex-jogador e atual gerente de futebol do Botafogo-PB, Warley Santos, prestou depoimento, na tarde dessa segunda-feira (29), ao delegado Diego Garcia sobre o suposto assalto que ele foi vítima durante a madrugada de sexta-feira (26), na Capital. No depoimento, Warley reafirmou que foi vítima do crime e que foi ferido após reagir.

Ao Portal Correio, o delegado contou que a investigação segue em sigilo, mas que o ex-jogador confessou ter ingerido bebidas alcoólicas até as 3h30 da sexta e que o crime aconteceu quando ele parou o carro em uma avenida do bairro de Manaíra, Zona Leste da Capital.

“Em resumo, Warley disse que bebeu até as 3h30 e decidiu ir para casa. Mas, por conta do estado de embriaguez, ele decidiu parar o carro em uma avenida de Manaíra quando uma pessoa entrou no veículo e pegou o celular dele. Após isso, ele reagiu e foi ferido com as facadas”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, após ser ferido, Warley foi até a casa de um amigo e pediu socorro, sendo encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O delegado também disse que a investigação segue bem definida.

“A investigação tem uma linha bem definida e estamos tentando conseguir informações para identificar a pessoa que feriu Warley Santos”, concluiu o delegado.

Na tarde desta segunda (29), o Botafogo-PB postou um vídeo no Instagram oficial do clube onde Warley agradece os torcedores pelo apoio.

Warley deixou a UTI do Hospital Nossa Senhora das Neves na tarde do último domingo (28) e segue o processo de reabilitação no setor de internação. Se tudo correr bem, a tendência é que ele receba alta ainda esta semana.

Relacionadas