sexta, 20 de julho de 2018
Esportes
Compartilhar:

Convocado para a Seleção Brasileira, Arthur Santos projeta voos mais altos

Amauri Aquino / 18 de fevereiro de 2018
Foto: Rafael Passos
Mais uma vez, Arthur Santos é lembrado! Uma das grandes promessas da natação paralímpica do Estado, teve o seu nome divulgado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, que anunciou no último dia 19, os convocados para o Aberto de Copenhagen de Natação – torneio que abre o circuito mundial de natação. A importante competição faz parte do World Series e serão disputadas na Dinamarca, entre os dias dois e quatro do próximo mês.

Seguindo o planejamento de fortalecer a base do esporte, o CPB levará a Seleção Brasileira de Jovens, composta por mais 11 atletas, além da delegação composta por mais oito pessoas, entre técnicos, equipe de saúde e apoio técnico.

Voltando a defender as cores do Brasil – ele já havia disputado outras competições no ano passado. O paraibano de 18 anos acabou de conquistar mais um título: ele passou no vestibular para Ciências Atuariais. Mais do que as últimas vitórias na vida pessoal e de atleta, Arthur tem inspiração de sobra para continuar a trilhar o caminho do sucesso.

“Recebi com muita felicidade as duas notícias. É normal para um atleta, pois você vai precisar e querer sempre estar na seleção principal. Me inspiro no André Brasil, Daniel Dias e o próprio Felipe, que além de tudo é paraibano. Com uma base dessa, você treina mais para conquistar futuramente estar na seleção principal, brigar no parapan e consequentemente nas Paralimpíadas”, explicou Arthur.

A rotina de Arthur tem sido puxada, ele treina de segunda a sexta-feira no período da tarde. São mais ou menos quatro horas diárias. Tudo isso para melhorar cada vez mais nas três modalidades que ele disputa; 100m peito, 50m livre e 200m medley.

Arthur quer disputar as Paralimpíadas e o Mundial



Natural de João Pessoa, o talentoso e multicampeão, Arthur é o atual campeão nos 100m peito e 100m costas durante o Parapan realizado em São Paulo, em 2017. Além das inúmeras medalhas em nível estadual e nacional. E mesmo com tudo isso, o atleta sonha em ir mais longe.

“É um sonho meu continuar nadando, ir para a Seleção, participar de um mundial, disputar competições. Enfim, todo mundo sabe que a natação não é pra vida toda, tem que se engajar para conquistar algo maior lá na frente.

Ele disputa na categoria S10, que significa pólio com prejuízo mínimo de membros inferiores, ou amputação dos dois pés, ou amputação simples de uma mão, ou restrição severa de uma das articulações coxofemoral.

Único a estar na Seleção Jovem da atual safra paraibana, Arthur acredita que novos talentos ainda vão surgir. “É que ainda temos o Norte-Nordeste no final de março, e outras disputas pelo país. Tudo é por etapa e vamos continuar no trabalho, nos programando para os próximos desafios", falou o jovem.

“Ele vai evoluir”, aposta técnico

O trabalho com o técnico, Stéphano Vieira contribuiu para a espetacular ascensão do atleta. Mentor e, principal técnico do jovem nadador diz que o grande segredo para o sucesso de Arthur está presente no dia a dia, nas piscinas do clube Acqua R1, que fica situado no Esporte Clube Cabo Branco.

“No ano passado ele veio treinar aqui, e teve um aumento em volume de treino muito grande. Passou a dobrar, fazer musculação, físico e isso começou a gerar um ganho a mais e com isso, conseguiu ser convocado”, esclareceu o treinador.

Amigo e fã do atleta, o treinador rasga elogios a Arthur e o qualifica como um atleta de muito potencial. Stéphano também comentou que o paratleta ainda vai melhorar, já que nessa temporada não terá o peso de precisar ter que estudar para o vestibular e outros afazeres.

“O atleta completo é tudo muito individualizado. Dizem sempre que o completo é no medley, mas não são todos que nadam bem. Cada um tem o seu nado, a distância, o estilo e afins. Fora toda a carga de treino, Arthur ano passado teve que lidar com as obrigações na vida acadêmica, então agora é trabalho. Não existe segredo”, finalizou o técnico.

Relacionadas