terça, 12 de dezembro de 2017
Economia
Compartilhar:

Safra em queda: Paraíba deve perder 10 mil toneladas de grãos

Érico Fabres / 29 de agosto de 2015
Foto: Arquivo
A Paraíba possui uma área de 387.444 hectares, sendo 166.501 hectares com culturas temporárias e 220.943 hectares com cultura permanente. A seca, que perdura quatro anos, este ano, de acordo com estudo do IBGE, deve fazer com que a produção da colheita de grãos tenha uma redução de 19% em relação a 2014, que foi de 49,5 mil toneladas (40,1 mil para 2015). Do último estudo, realizado em maio, observa-se uma redução de 99,8 mil toneladas, que representa uma queda de 71%. A grande causa dessa diferença foram os declínios na produção do feijão, milho, fava e arroz.

A diferença da estimativa de maio para agosto só não foi maior em função dos aumentos na produção de amendoim e de algodão, porém que não possuem tanto cultivo quanto os demais grãos que puxaram para baixo a expectativa para 2015.

Situação de cada produto:

Abacaxi - A área destinada apresenta variação negativa de 1,3% em relação à pesquisa anterior. A produção atual de 290,4 de frutos está 2,16% menor que a levantada em maio.

Algodão herbáceo - Em relação ao mês de maio observa-se aumento de 25% na área e de 128% na produção.

Amendoim - Registra-se ampliação de 18% na área e 18,4% na produção em comparação com a pesquisa anterior.

Arroz - A superfície cultivada diminuiu 18,6% e a produção mostra uma queda de 53% em relação ao levantamento anterior.

Banana - A área destinada a colheita está 2,3% menor e a produção mostra retração de 4,5% em relação ao levantamento passado.

Batata doce - A área destinada a colheita situa-se em torno de 4,1 mil hectares, ficando 1% menor que a prevista no levantamento anterior e a produção de 32,9 mil toneladas mostra redução de 1,2%.

Batata inglesa - A superfície cultivada de 126 hectares mostra queda de 48% em relação a pesquisa realizada em maio. A produção de 768 toneladas apresenta declínio de 60%.

Cana-de-açúcar - A área destinada a colheita apresenta redução de 0,4% e a produção mostra queda de 0,3% em relação ao mês de maio de 2015.

Feijão - A área cultivada totaliza 65,6 mil hectares. Comparando-se com o levantamento anterior observa-se redução de 44,7% na área e de 77,5% na produção, estimada agora em 11.035 toneladas.

Mandioca - A área em produção mostra uma queda de 91 hectares em relação ao levantamento anterior. A área colhida situa-se em torno de 15 mil hectares, com uma produção de 143,7 mil.

Laranja - Apresenta retração de 0,5% na área e 0,5% na produção em comparação com o mês de maio. A área em produção totaliza 757 hectares e uma produção 5,4 mil toneladas.

Castanha de caju - Os números mostram redução de 23 hectares em relação ao levantamento passado. A previsão é que sejam colhidas mil toneladas de castanhas, numa área de 4,2 mil hectares.

Coco - As últimas reavaliações identificaram a existência de 8,1 mil hectares em produção, com um rendimento médio girando em torno de 6.000 frutos por ha/ano. A previsão é que a Paraíba produza 48,9 milhões de cocos na safra de 2015.

Milho - A área destinada à cultura totaliza 68,6 mil hectares, mostrando uma redução de 25% em relação ao levantamento feito no mês de maio. A produção de 24,9 mil toneladas está 69,8% inferior ao volume estimado na pesquisa anterior.

Tomate - Na pesquisa anterior a produção foi estimada em 17,2 mil toneladas. Neste mês, observa-se queda de 13% em relação ao mês de maio. A produção deve ficar em 14,8 mil toneladas, com rendimento de 33,3 mil quilos por hectare.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

 

Relacionadas