Acesso

Economia
Compartilhar:

Mercado imobiliário dribla crise e se mantém forte

Érico Fabres / 10 de julho de 2015
Foto: Divulgação
to da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP), Fábio Sinval, afirmou que a crise não atingiu o setor e que apenas voltou a uma normalidade, após um boom comercial registrado nos últimos anos e que, diferente dos estados do sul, a Paraíba é um mercado em expansão.

Mesmo após os problemas de repasses registrados com a Caixa Econômica Federal, vinculada ao Governo Federal, que representa 70% do volume de negócios, outros nichos estão se abrindo, segundo dados da entidade.

Alheios à crise, dois empreendimentos foram lançados no evento, ambos para as classes A e B, que não depende dos financiamentos para adquirir imóveis.

De acordo com Rodolfo Santa Cruz Lins, diretor administrativo da FCK Engenharia, os lançamentos diminuíram em virtude do boom ter passado, o que era normal que acontecesse depois de uma enxurrada de vendas nos anos anteriores.

Alisson Delmas, diretor comercial da Construtora Massai, conta que, com a diminuição do poder de compra do brasileiro, as empresas estão realizando pesquisas para identificar os nichos que terão demanda para os empreendimentos.

“Nesse novo projeto, já temos 35% dos apartamentos reservados, o que mostra que nem mesmo as dificuldades de financiamento abalam tanto os negócios”, conta.

Ozaes Filho, vice-presidente de relações trabalhistas do Sinduscon conta que o boom imobiliário mudou até o modo de vida dos trabalhadores da construção civil.

“O pessoal que antigamente ia de ônibus para suas cidades ou estados de origens, já possui carro, em virtude do aumento de negócios e de trabalho, já como as vendas agora voltaram ao normal, o salário volta ao normal, acompanhando aos aumentos da inflação”, afirmou.

Relacionadas