segunda, 16 de outubro de 2017
Economia
Compartilhar:

Indústria da beleza parece não sentir efeitos da crise e não para de investir

Celina Modesto / 16 de julho de 2017
Foto: DIVULGAÇÃO
Um dos poucos segmentos que “sobreviveu” à crise econômica dos últimos dois anos foi o mercado da beleza. A sobrevivência se deu por um motivo simples: inovação. A indústria cosmética não para de pesquisar e investir em produtos cada vez mais revolucionários e que facilitem a vida das pessoas. Além disso, o público masculino, que era pouco explorado neste segmento, está ganhando mais espaço com a proliferação de barbearias. Comente no fim da matéria.

De acordo com a analista técnica do Sebrae Paraíba, Raquel Santos, que está organizando a 11ª Feira Paraibana da Beleza, a maior tendência relacionada à área capilar é a de selagens inovadoras. “Agora existem selagens para o cabelo ficar mais hidratado e selagens que buscam a naturalidade dos fios, ou seja, que não deixa o cabelo com aspecto tão chapado”, explicou.

Por sua vez, o cuidado com as sobrancelhas e as unhas também foram apontados pela analista como importantes no mercado atual. “O design de sobrancelhas e as unhas em gel e acrílico são tendências fortes no segmento da beleza”, frisou. O design de barbas e cabelos masculinos é outra grande tendência em termos estéticos, inclusive na Paraíba.

Durante a 11ª Feira Paraibana da Beleza, diversas marcas vão participar, trazendo os mais novos produtos e tendências em termos de beleza. No que se refere às unhas, por exemplo, a feira terá marcas como Patroa Esmalteria e Top Nails, que são de outros estados do país. Para as amantes de produtos para cabelos, estandes da Alfaparf, Luna, Tigga e Polishop também serão presença marcada no evento.

Leia Mais

Relacionadas