Acesso

Teatro
Compartilhar:

Campina Grande e João Pessoa recebem espetáculos teatrais gratuitos

Assessoria / 13 de agosto de 2015
Foto: Divulgação
A maratona, movida a paixão e vontade de fazer teatro, já dura quase duas semanas. Desde o dia 3 de agosto, um grupo de teatro radicado em Manaus (composto por um manauara, dois potiguares e um cearense), está viajando pelo Nordeste apresentando dois espetáculos. Tudo de graça. Nos últimos dias, eles já se apresentaram em 7 lugares diferentes do RN, incluindo duas comunidades rurais, e estão desembarcando em Campina Grande e João Pessoa nesta quinta (13) e sexta (14), respectivamente. A maratona de apresentações só se encerra na quarta, dia 19, em Natal.

A ideia dessa viagem levando o teatro ao interior brasileiro, partiu da atriz Tiziane Virgílio, depois de analisar os números do IBGE. Entre 2007 e 2010, o Rio Grande do Norte foi responsável por apenas 0,7% de todo o investimento de dinheiro público no setor cultural do país. Na Bahia, por exemplo, estado campeão no ranking do Nordeste, as despesas do governo estadual com cultura chegaram a 8,9% do total investido no país.

Tiziane, jornalista, produtora cultural e atriz natalense que há mais de 10 anos mora em Manaus, no Amazonas, pensou: “Porque não “apresentar” o teatro a conterrâneos que desconhecem seus encantos?”. Ela convidou então três colegas atores (um deles também potiguar e outro cearense), para juntos, voltarem à sua terra natal apresentando trabalhos que tiveram início na sala de aula da Universidade do Estado do Amazonas.

O resultado começou a ser visto no começo deste mês, em palcos (profissionais e outros improvisados) no RN. Entre os lugares escolhidos pelo grupo, cidades do interior e até comunidades rurais de Santana do Matos (RN). “Queremos apaixonar, queremos fazer para quem nunca foi feito. A nossa intenção é diminuir essa carência por produtos culturais no Estado. Levá-los – os espetáculos – à cidades menos assistidas por projetos culturais é um dos maiores motivadores deste elenco”, enfatizou a idealizadora do projeto.

“Está sendo a realização de um sonho, mas também uma aventura. Os espetáculos acontecem sempre à noite, e no dia seguinte, já partimos para uma cidade diferente, para uma nova apresentação. Está sendo bem corrido, mas foi tudo muito bem planejado pra dar certo”, completa Tiziane.

Relacionadas