quinta, 19 de julho de 2018
Teatro
Compartilhar:

Atores montam espetáculo que fala sobre a dengue, zika e chikungunya

Secom-PB / 11 de abril de 2016
Foto: Secom
Com o objetivo de contribuir para diminuição do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, o Núcleo de Artes Cênicas e o Setor de Gestão Educacional da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes produziu o espetáculo “A Caça ao Mosquito”, uma peça para alertar e conscientizar as crianças, jovens e adultos sobre a importância de manter ambientes limpos e saudáveis.

O espetáculo “A Caça ao Mosquito” estreia no dia 19 de abril (terça-feira) em dois horários: manhã (9h30) e tarde (15h), na sala de práticas educacionais ao lado do estacionamento da Estação Cabo Branco. A entrada é gratuita e não tem limite de idade. Terá como escola convidada os estudantes do Colégio Contemporâneo de Natal (RN).

“A Caça ao Mosquito” é dirigida pelo ator Carlos Souza, que também interpreta o mosquito “Zika”. No elenco estão ainda os atores: Wellandro Duarte (o menino) e Michel Bruno (o agente de saúde). O espetáculo foi idealizado pela diretora geral da Estação Cabo Branco, Marianne Góes, com figurino e sonorização do próprio grupo.

O espetáculo conta a história de um mosquito que encontra o lugar ideal para se reproduzir, ou seja, na casa de uma família onde tinha um menino (Wellandro Duarte) que brincava no quintal. De tanto brincar ele se cansa e dorme, e acaba se tornando presa fácil para o ataque do mosquito Aedes aegypti.

O pai escuta o grito do filho e se assusta com berro do menino. Ao descobrir que era apenas a picada de um mosquito, e não de outro inseto mais perigoso, o pai, sem perceber o risco que o filho estava correndo, o coloca de castigo. É quando a família recebe a visita do agente de saúde (Michel Bruno) e encontra o menino com os sintomas da zika, com febre, dor de cabeça e na barriga.

Sobre os atores: José Carlos de Souza é ator, contador de histórias e Arte-Educador, além de fomentador cultural no Cristo Redentor, bairro onde reside em João Pessoa (PB). Ator desde 1985, tendo já participado de cerca 10 espetáculos, tais como “Meninos” (direção de Leonardo Nóbrega), “Tico-Tico Cantador” (direção de Angélica Maria) e “O cérebro do Peixe” (direção de Tarcísio Pereira). Tem trabalhado também como diretor teatral, montando peças comunitárias junto ao bairro onde reside, como “A volta do filho pródigo”. Em 2007, ministrou oficinas de Contação de Histórias junto ao Programa Ciranda Curricular da Prefeitura Municipal de João Pessoa. Desde 2008, atua como Contador de Histórias na Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes, em que vem utilizando sua experiência a favor da Literatura e do resgate do lúdico, junto ao público que visita a Estação Cabo Branco.

Wellandro Duarte – Ator desde 2008, estudante do Curso de História na Universidade Vale do Acaraú, Oficineiro e ministrante de Cursos de Teatro desde 2011 na Estação Cabo Branco.  Reside no bairro do Cristo Redentor em João Pessoa (PB). Participou do espetáculo “A volta do filho pródigo” do Grupo Kairós, atualmente participa do grupo de Artes Cênicas da Estação Cabo Branco, com o espetáculo “Fragmentos de um sol quente”.

Michel Bruno – Estudante de turismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e monitor de exposições e obras de arte da Estação Cabo Branco. Iniciante no teatro.

SERVIÇO:

Espetáculo: A CAÇA AO MOSQUITO

19 de abril (terça-feira)

Horários: Manhã – 9h30 e Tarde – 15h

Local: Sala de Práticas da Estação Cabo Branco

Escola convidada: Colégio Contemporâneo de Natal (RN)

Fones: 3214.8270 – 3214.8303

www.joaopessoa.pb.gov.br

Relacionadas