quarta, 26 de setembro de 2018
Show
Compartilhar:

‘Antes que o Mundo Acabe’. Zélia Duncan faz show em João Pessoa

Renato Félix / 02 de setembro de 2016
Foto: Divulgação
Talvez o público não associe imediatamente Zélia Duncan ao samba, mas o gênero é bastante familiar para ela. Ouvindo e cantando desde pequena, ela emplacou um álbum no gênero que foi reconhecido este ano no Prêmio da Música Brasileira. E é na turnê desse disco que ela se apresenta hoje em João Pessoa, no Teatro Paulo Pontes.

Ela conta ao CORREIO que sua relação com o samba vem mesmo de longa data. "Desde sempre, graças à minha mãe", lembra. "Samba é algo natural, que faz parte da minha formação de ouvinte e cantora".

Antes do Mundo Acabar foi lançado no final do ano passado e não se trata de releituras de velhos sucessos do gênero. Em sua maior parte, é composto de novas canções, fruto de parcerias de Zélia. São nove inéditas, entre as 14 do álbum. Duncan compôs Pedro Luís, Ana Costa, Bia Paes Leme, Zeca Baleiro, Arlindo Cruz e Xande de Pilares. As que não são inéditas vêm assinadas por bambas como Paulinho da Viola ("Pintou um bode"), Riachão (" Por que você não me convida agora?"), Moacyr Luz ("Vida da minha vida") e Dona Ivone Lara e Décio Carvalho ("Em cada canto uma esperança").

Foi com Zeca Baleiro que ela compôs a faixa-título, eleita a melhor canção do ano no Prêmio da Música Brasileira. "Mandei a letra e ele, sempre muito sensível, musicou", conta ela. "Parece que nasceram juntas, por conta de nossa grande afinidade. Temos uma dupla, estamos indo pra Portugal cantar em outubro. Isso é construção, trabalho!".

O encontro com Xande de Pilares foi importante para Zélia embarcar de vez no samba. "Quando conheci Xande de Pilares, começamos a compor compulsivamente, isso me encorajou em especial", recorda. "Ana Costa, Arlindo Cruz, Bia Paes Leme, Pedro Luis e Zeca Baleiro são os outros belos parceiros!".

Além do prêmio de melhor canção do ano, Antes do Mundo Acabar foi eleito duas vzes na categoria samba: melhor disco e Zélia Duncan como melhor cantora.

"Não fiz pensando em prêmio, portanto foi uma grata surpresa que veio coroar um trabalho de muitas pessoas", diz a cantora.

O show também conta com sucessos da carreira de Zélia Duncan antes do novo disco. "O roteiro é o grande mistério do show e adoro fazer", diz a cantora. "Está bem equilibrado, as pessoas têm gostado muito. É divertido, bem tocado e emocionante, estamos bem seguros do que estamos apresentando".

Zélia Duncan

Hoje, às 20h. No Teatro Paulo Pontes (Espaço Cultural, R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho – 3211.6214 – https://www.facebook.com/funescgovpb).

Ingressos: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia), à venda na loja Outer (Manaíra Shopping).

Relacionadas