quarta, 26 de setembro de 2018
Música
Compartilhar:

Abelha Rainha da MPB, Maria Bethânia completa 70 anos neste sábado

André Luiz Maia / 18 de junho de 2016
Foto: Theresa Eugênia/Divulgação
“Por seres tão inventivo / E pareceres contínuo / Tempo, tempo, tempo, tempo”. Os ponteiros dos relógios, os grãos de areia, as águas da clepsidra, a oscilação de energia do átomo, são inúmeras as formas criadas para se medir o tempo. Entretanto, às vezes, basta lançar um breve olhar pela discografia de um artista do calibre de Maria Bethânia, que hoje celebra seus 70 anos, para nos darmos conta de nossas próprias jornadas pessoais pela estrada do deus Chronos.

Devorando a plateia com a ferocidade de um “Carcará” em sua primeira aparição como cantora profissional, substituindo Suzana de Moraes (que já havia por sua vez substituído Nara Leão) no espetáculo Opinião, com apenas 18 anos apareceu no local certo. A menina dos olhos de Oyá, iniciada no candomblé por Mãe Menininha de Gantois, atrai as atenções de quem a puder ver em cena seu magnetismo.

E ai de quem ousar mexer com ela, como alerta em “Carta de amor”, não anda só. Seja com a presença de Iansã, seu orixá, seja com o olhar atento de seu irmão e parceiro musical, Caetano Veloso, autor de, dentre outras dezenas, “Oração ao tempo” – cujo verso abre este texto e dá título ao show Tempo, Tempo, Tempo, Tempo (2006), relançado pela Biscoito Fino em plataformas digitais para celebrar a data.

 

Leia Mais

Relacionadas