sexta, 18 de agosto de 2017
Cultura
Compartilhar:

Livro de fotografias mostra vida de vaqueiros do RN e do RS

André Luiz Maia / 27 de agosto de 2015
Foto: PABLO PINHEIRO/DIVULGAÇÃO
 

O vaqueiro é uma figura emblemática. Nas mentes urbanas, existe uma imagem que o fotógrafo Pablo Pinheiro busca desconstruir em seu fotolivro Rio Grandes, apresentado hoje dentro do projeto Quintas Dialógicas, no Auditório 1 do Espaço Cultural.

Pablo começou o projeto de pesquisa e registro da cultura dos vaqueiros em 2010, no Rio Grande do Norte, terra na qual mora há bastante tempo. “Em parte, foi uma busca pessoal. Sou neto de nordestinos, nascido em São Paulo, mas criado em Natal. Então quis investigar essas minhas raízes culturais”, explica.

Inicialmente, se concentrou nos vaqueiros da região do Seridó, o que acabou incluindo algumas visitas à Paraíba em seu roteiro. As 30 imagens registram a vida dos vaqueiros tradicionais, ao invés dos astros da vaquejada, tanto do Rio Grande do Norte quanto do Rio Grande do Sul. “A gente da cidade tem uma visão muito arcaica do que é um vaqueiro, quis desconstruir isso”, pontua.

Saiba mais na edição desta quinta-feira (27) do Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas