domingo, 27 de maio de 2018
Literatura
Compartilhar:

Academia de Cordel do Vale do Paraíba promove sarau nesta quinta

André Luiz Maia / 21 de Fevereiro de 2018
Foto: DIVULGAÇÃO
As artes são celebradas nesta quinta-feira (21) em mais uma reunião dos membros da Academia de Cordel do Vale da Paraíba. É o primeiro Sarau Poético de 2018, desta vez realizado no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas da Paraíba. O evento celebra a arte do cordel e dedica parte de sua programação à atriz Zezita Matos, que será homenageada em folheto do poeta Chico Mulungu.

Durante o sarau, os poetas Tiago Monteiro, Pádua Gorrion e Fábio Mozart também lançarão seus primeiros trabalhos do ano. Ainda na programação, haverá a posse do poeta cantador Merlânio Maia na Academia Cordel e entrega de diploma de Embaixador da Palavra aos poetas Sander Lee, Dalmo Oliveira e Thiago Alves.

Zezita Matos conta que se sente honrada com a homenagem. "Gosto muito do trabalho de Chico Mulungu e do cordel em geral. É muito emocionante ver meu nome em um cordel, é algo que tenho que agradecer para sempre", afirma.

Zezita Matos completa em 2018 uma marca importante. Há sessenta anos, em 1958, começou a atuar nos palcos. Desde então, nunca mais parou. Além dos trabalhos no tablado, ela também ganhou destaque por suas participações em filmes e em telenovelas. Seu papel de Piedade na novela Velho Chico fez com que ganhasse a atenção do grande público.

Ao longo dessa trajetória, Zezita afirma que suas convicções só se solidificaram. "Não me interessa a arte pela arte, mas a arte que modifica as pessoas, a arte com conteúdo que sirva para dizer que, nesse país, nós temos esperança. Isso é importantíssimo, ainda mais em tempos sombrios como este que estamos vivendo agora”", comenta a atriz.

Para celebrar esse marco na carreira, ela continua em plena atividade, em diversos formatos e suportes. No teatro, dentro do Coletivo Alfenim, ajuda a construir uma nova montagem, com base nos textos do dramaturgo Bertolt Brecht. Em parceria com a TV UFPB, participa da produção da minissérie O Sumiço de Santo Antônio. Já no cinema, além das críticas favoráveis ao seu papel duplo em Rebento, de André Morais, ela deve reservar o mês de julho para filmar uma nova produção.

Relacionadas