domingo, 20 de maio de 2018
HQ
Compartilhar:

Andróide da Marvel tenta a normalidade em título lançado

Audaci Junior / 27 de Março de 2018
Foto: DIVULGAÇÃO
Com a aproximação de Vingadores – Guerra Infinita, que estreia no final de abril nos cinemas do país, um dos personagens da nova “safra” cinematográfica que estreou em A Era de Ultron (2015) e posteriormente tomou um lado em Capitão América – Guerra Civil (2016) foi o sintozóide Visão.

Apesar de ser uma espécie de andróide, o personagem buscou a humanidade, chegando até a ter filhos com a Feiticeira Escarlate, que conseguiu engravidar artificialmente por distorcer a realidade e teve gêmeos. Mas isso é passado.

Em Visão – Pouco Pior que um Homem (Editora Panini), ele agora tem uma família: no mesmo laboratório onde Ultron o criou, o super-herói moldou uma esposa chamada Virgínia e um casal de gêmeos adolescentes, Viv e Vin. Todos herdaram sua aparência, seus poderes e compartilham de sua grande ambição (ou seria obsessão?) da necessidade de ser um indivíduo normal.

Tanto que eles vivem uma vida suburbana em Washington, onde o patriarca divide suas funções de consultoria para o Governo e as missões ao lado dos Vingadores, enquanto sua esposa tenta se adequar à vida de dona de casa e as crianças evitarem os olhares desconfiados e o bullying na escola. Os jovens vão para a sala de aula justamente para “preencher” os dados de se tornarem mais humanos e aprenderem a conviver com as pessoas.

A edição é o primeiro volume (de dois) da minissérie originalmente lançada em 12 partes pelo roteirista Tom King (de Batman Renascimento) e com arte do Gabriel Hernandez Walta (de Magneto – Infame).

Meio como um “Pinóquio moderno” no cenário do seriado Desperate Housewives, a família tenta se encaixar na vida normal e tradicional norte-americana. “Afirmar como verdadeiro aquilo que não tem significado é a missão mor da humanidade”, prega o pai sintozóide para seus filhos em um dos momentos da HQ.

Relacionadas