segunda, 24 de setembro de 2018
Cinema
Compartilhar:

‘Vingadores – Guerra Infinita’ estreia hoje reunindo universo Marvel

André Luiz Maia / 25 de abril de 2018
Foto: Reprodução
Largamente anunciado como o crossover (evento que reúne personagens de diferentes histórias em uma só), mais ambicioso da história do cinema, Vingadores – Guerra Infinita realmente impressiona. Não apenas pelo número de super-heróis e vilões em tela – são mais de 20 –, mas pela cronologia intrincada de filmes produzidos pelo Marvel Studios que nos trazem até aqui.

O terceiro filme da franquia que reúne alguns dos principais personagens do Universo Marvel em uma aventura chega aos cinemas de João Pessoa em uma pré-estreia, na madrugada de hoje para amanhã, no Centerplex MAG Shopping e no Cinépolis Manaíra Shopping. Este último, inclusive, dá uma segunda chance a quem perdeu ou quer rever na telona os dois primeiros filmes da franquia. Os Vingadores – The Avengers é exibido às 18h, e Vingadores – Era de Ultron às 21h: uma espécie de aquecimento para a pré-estreia.

Dez anos se passaram desde o filme que deu o pontapé inicial no Universo Cinemático Marvel. Homem de Ferro (2008) nos introduziu Robert Downey Jr. como a face do arrogante e poderoso Tony Stark. Nos créditos finais, Nick Fury (Samuel L. Jackson) falava da “iniciativa Vingadores”.

De lá para cá, já tivemos filmes dedicados ao Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Edward Norton no filme solo, Mark Ruffalo depois), Pantera Negra (Chadwick Boseman), aos Guardiões da Galáxia, e um reinício para o Homem-Aranha (Tom Holland).

Holland, por sinal, teve que esperar filmar por completo Homem-Aranha – De Volta ao Lar antes de começar a ler o roteiro do crossover, já que os segredos revelados pelo novo filme poderiam interferir em sua interpretação dos acontecimentos do filme anterior.

Dirigido por Joe e Anthony Russo (dos segundo e terceiro Capitão América), Guerra Infinita se passa dois anos após os acontecimentos de Capitão América – Guerra Civil. Ali, a aliança de super-heróis foi desfeita após os desentendimentos entre Capitão América e Homem de Ferro.

No entanto, essa cisão não pode perdurar por muito tempo, já que uma nova ameaça põe em xeque não só a Terra como todo o Universo. Thanos, apresentado primeiramente nos créditos finais do primeiro Vingadores e nos filmes da franquia Guardiões da Galáxia, chega ao nosso planeta em busca das seis Joias do Infinito.

Os artefatos, reunidos, dão ao seu proprietário a habilidade de manipular a realidade ao seu bel-prazer. Para evitar este evento trágico, os Vingadores contarão com todo tipo de reforço possível, reunindo personagens que até então ainda não haviam interagido em tela.

Quem já acompanha alguns dos filmes do Universo Cinemático Marvel já está familiarizado com as gemas. A primeira delas foi revelada em Capitão América – O Primeiro Vingador (2011), a Joia do Espaço, que até o momento está nas mãos de Loki, o vilão de Thor. A Joia da Realidade surge no segundo filme de Thor, O Mundo Sombrio (2013), e seu destino é desconhecido, já que seu dono, o Colecionador, teve seu cofre violado após um ataque em Guardiões da Galáxia (2014).

Falando no filme do Star Lord, foi lá que o público conheceu a Joia do Poder, parte importante da trama do filme. Em 2015, veio a sequência de Vingadores, A Era de Ultron, introduzindo a Joia da Mente. Doutor Estranho (2016) nos apresentou a quinta pedra, do Tempo, também conhecida como Olho de Agamotto.

O vilão Thanos quer todas elas para si e não poupará esforços. Inclusive, é esperado que algum personagem que o público já conhece morra nesse novo filme, o que está causando apreensão entre os fãs. “Eu acho que Thanos é o protagonista desse filme”, afirmou Stephen McFeely, um dos roteiristas de Guerra Infinita, ao jornal O Estado de S. Paulo A sexta pedra, a Joia da Alma, não foi apresentada ainda e pode ter relação com essa morte.

Reações

Para estimular o público a ir ao cinema conferir o filme, o estúdio fez uma avant première na segunda-feira, em Los Angeles, apenas para convidados, dentre eles jornalistas e críticos de cinema. Eles não podem falar detalhes até a estreia, mas ontem, alguns deles não se seguraram e deram algumas pistas do que poderá ser visto na tela.

“Eu vi Vingadores – Guerra Infinita hoje e posso dizer que ele chega lá. Tem muitas interações divertidas entre personagens, alguns momentos de ação legais (poderes de Thor, o traje do Homem de Ferro) e algumos momentos poderosos e emocionantes”, escreveu a jornalista Molly Freeman, do site Screenrant.

Já o jornalista do Coming Soon, Max Evry, garante que este ainda é um pedaço da obra completa, já que haverá uma segunda parte do filme. “Para a primeira metade de um épico de seis horas, é bem louco, com mais pontos positivos do que negativos, mas definitivamente não é uma experiência completa”, comentou.

Relacionadas