quarta, 20 de junho de 2018
Cinema
Compartilhar:

Novo filme de Woody Allen busca realidade na fantasia de Hollywood

Renato Félix / 04 de setembro de 2016
Foto: DIVULGAÇÃO
Na base de um filme por ano, é natural que Woody Allen revisite temas e estilos (criand a tal sensação de “mesmo filme” que incomoda alguns). O caso é que, dentro disso, ainda é possível criar pérolas como esta: Café Society, o mais woodyalleniano de seus filmes nos últimos anos.

O filme se passa em uma época e lugares míticos para Woody: a Los Angeles e Nova York nos anos 1930, década em que ele nasceu e na qual foram produzidos muitos filmes que ele viu quando criança. Por isso, Los Angeles é vista com um misto de encantamento e ceticismo. Um incômodo com o glamour vazio do lugar, mas o carinho pelo que a cidade produziu em termos de cinema.

Jesse Eisenberg é o rapaz que vai de NY a Hollywood para que o tio, poderoso agente de estrelas, o arrume um emprego. É o correspondente de Allen na tela: nervoso, hesitante, meio neurótico. Ele se apaixona pela secretária do tio, vivida por Kristen Stewart, tão “pé no chão” quanto ele frente a esse mundo de ricos, mas meio vazio.

Mas o amor é complicado, diz Woody através de seu filme. Ela tem um namorado e isso é só o começo das reviravoltats românticas da trama. Mas o filme dá muita atenção à família do protagonista em Nova York, que ecoam Hannah e Suas Irmãs (1986) e A Era do Rádio (1987). Tudo bem: é sempre ótimo reencontrar Woody Allen em Woody Allen.

“Café Society”

Cafe Society. EUA, 2016

Direção: Woody Allen

Elenco: Jesse Eisenberg, Kristen Stewart, Steve Carrell, Blake Lively, Parker Posey, Sheryl Lee.

Em cartaz em JP

Cotação:

Relacionadas