quinta, 24 de maio de 2018
Cinema
Compartilhar:

Da internet ao cinema: Porta dos Fundos lança hoje seu primeiro filme

Renato Félix / 30 de junho de 2016
Primeiro foi a internet, com vídeos curtos de humor de sucesso e repercussão cada vez maior. Depois, a TV paga, com a reexibição dos esquetes em um programa próprio e a criação de um seriado inédito. Agora, o cinema. A trupe de humoristas do canal de humor de maior sucesso do Brasil lança hoje Porta dos Fundos – Contrato Vitalício, que estreia hoje nos cinemas do país, incluindo salas em João Pessoa e Campina Grande.

Gregório Duvivier e Fábio Porchat são os protagonistas do filme e os demais do elenco aparecem em outros papéis. Duvivier e Porchat são amigos que fazem cinema juntos e, um dia, um de seus filme ga nha um festival no exterior. Embriagados pelo sucesso (e álcool mesmo), eles assinam um contrato escrito em um guardanapo de bar onde prometem sempre colaborar nos filmes um do outro.

Mas a vida separa os amigos e anos depois eles se reencontram. Rodrigo (Porchat) agora é um ator famoso. Miguel (Duvivier) reaparece após dez anos dizendo que foi abuzido, cobrando o contrato do guardanapo e com a proposta de um filme tão lunático que pode destruir a carreira do astro.

O foco é o mundo dos espetáculos – há muitas referências, de Laranja Mecânica (1971) ao inacreditável clássico trash nacional Cinderela Baiana (1998), com Carla Perez. E o filme procura não ser um desfile de esquetes, mas uma história completa e longa (mais como a série O Grande Gonzalez, que o grupo produziu e estrelou para a Fox).

O filme já não conta com Letícia Lima e Clarice Falcão, que estavam no grupo quando ele se tornou um sucesso de dimensões nacionais, mas saíram para tocar outros (Letícia agora é atriz de novelas; Clarice investe em sua carreira de cantora). Porchat (aqui também roteirista, junto com Gabriel Esteves) e Duvivier, por sua vez, já são figuras fáceis de encontrar em cartaz nas comédias nacionais.

A tropa comparece: João Vicente de Castro, Júlia Rabello, Antônio Tabet (que também entra em cartaz hoje como dublador em Procurando Dory), Marcos Veras, Gabriel Totoro e Luís Lobianco são rostos dos esquetes que o púbico vai reencontrar no cinema. Há também participações especial de Xuxa e Marília Gabriela, interpretando a si mesmas. Agora é ver se o humor da internet vai funcionar no cinema.

Relacionadas