quinta, 26 de abril de 2018
Cinema
Compartilhar:

Batman vs Superman sofre com a mão pesada do diretor e um roteiro ruim

Renato Félix / 10 de Abril de 2016
Foto: Divulgação
Batman vs. Superman, o primeiro encontro no cinema dos dois principais super-heróis dos quadrinhos, é um filme cheio e vazio ao mesmo tempo. É soterrado por referências a histórias clássicas dos personagens, mas faltou uma história que as ligasse bem. É repleto de ideias de tramas, mas não consegue desenvolver razoavelmente bem uma sequer.

Com Zack Snyder novamente na direção, o universo DC volta a sofrer com a mão pesada do diretor (como O Homem de Aço já havia sofrido em 2013). Dedicado a imprimir um visual de impacto, Snyder é muito pobre de narrativa – suas câmeras lentas em excesso e gratuitas já viraram uma marca, mas negativa.

Criatividade também não é o seu forte: ele tem fervor em copiar grandes momentos dos gibis, mas não em transformá-los em grandes momentos cinematográficos. E quando inventa, se sai ainda pior.

Por exemplo, o Lex Luthor vivido por Jesse Eisenberg, uma “atualização” que o transformou em um sub-Mark Zuckerberg.

“BATMAN VS. SUPERMAN –

A ORIGEM DA JUSTIÇA”

Batman v. Superman – Dawn of Justice. EUA, 2016

Direção: Zack Snyder

Elenco: Henry Cavill, Ben Affleck, Jesse Eisenberg, Amy Adams, Jeremy Irons, Gal Gadot, Diane Lane, Holly Hunter, Laurence Fishburne

Em cartaz em JP, CG, Patos e Remígio

Leia Mais

Relacionadas