quarta, 26 de setembro de 2018
Cinema
Compartilhar:

Alegoria do sonho: ‘Brasil S/A’ tem pré-estreia hoje no Banguê

André Luiz Maia / 06 de agosto de 2016
Foto: Divulgação
A ascensão e a queda de uma nação, o desenvolvimentismo que transforma um país em uma grande empresa. Brasil S/A, filme do diretor Marcelo Pedroso, é uma alegoria para o momento contraditório que o país vive nos últimos anos. A obra tem uma pré-estreia hoje, no Cine Banguê.

Vencedor de cinco prêmios no Festival de Brasília em 2014, o longa começa com a trajetória de um cortador de cana que tem sua vida completamente alterada depois que as máquinas tomaram conta das usinas. Mas não é só isso. Sem nenhuma fala, uma sequência de cenas se conectam, criando um painel alegórico sobre o Brasil.

"Eu não estabeleço uma linha narrativa para o filme. Tem essa história do cortador de cana, mas o filme não é sobre ele. O filme nasceu de um momento de muita pujança. O Brasil estava vivendo uma espécie de consenso nacional, com milhões de pessoas saindo da linha da pobreza, situação de pleno emprego, era uma situação de otimismo", pontuou o diretor.

Nesse momento, Marcelo buscou trazer um olhar crítico, não exatamente ao momento de ascensão social de boa parte da população, mas ao ideal megalomaníaco que cerca o país desde sua fundação. “Quando, no século XIX, a gente elege a ideia do progresso para estar no nosso lema, a gente reforça a ideia de que é possível chegar nesse lugar de grandeza nas condições materiais. A sociologia enxerga o progresso como a secularização do Paraíso, de que iremos conseguir atingir esse Paraíso na Terra, não é algo mais transcendente”, critica Marcelo Pedroso.

Durante a filmagem, começavam a pipocar por todo o país os primeiros indícios de insatisfação que culminariam nos protestos de junho de 2013. "Enquanto militante de esquerda, eu passava por uma crise. A ascensão da esquerda ao poder carregava consigo uma série de contradições. A promessa de igualdade deveria estar atrelada ao desenvolvimento do capitalismo e da industrialização do país?", questiona. Algo não encaixava.

Agora, em 2016, quando o filme chega aos cinemas em circuito comercial, o Brasil passa por um delicado momento de instabilidade, algo que não era exatamente uma surpresa para o diretor. "Era um delírio, uma espécie de sonho, estava fadado a acabar alguma hora. Existiam dados materiais, concretos, estatísticos, mas também um grande desejo que estava sendo nutrido por isso. Esse desejo cria fantasias e um certo distanciamento da realidade. E é nesse momento que é acionado todo esse repertório de símbolos de grandeza que são apresentados no filme", explica Marcelo.

"Brasil S/A”

Brasil, 2016

Direção: Marcelo Pedroso. Elenco: Edmilson Silva, Wilma Gomes

Pré-estreia hoje, às 18h. No Cine Banguê (Espaço Cultural, R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho - https://www.facebook.com/funescgovpb)

R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

Relacionadas