terça, 18 de setembro de 2018

Sony Lacerda
Compartilhar:

Preocupação com 2020

01 de dezembro de 2017
As próximas eleições serão em outubro de 2017, mas, na Câmara Municipal de João Pessoa, a preocupação dos vereadores é com o pleito de 2010. Os vereadores não estão nem aí para quem será ou não candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal. Preocupados e sem entender muito como será o sistema distrital misto, eles fazem contas: somam e subtraem. Tentam multiplicar, mas não conseguem. No entanto, vêem com o voto distrital misto a possibilidade da subtração.

A verdade é que quase nenhum deles está seguro da vitória em 2020. Por isso, não estão muito preocupados com 2018. No cenário que começa a ser rabiscado para daqui a dois anos, sairão na frente aqueles vereadores que têm serviços prestados concentrados em determinadas regiões geográficas da cidade.

Entre eles, estão os vereadores João dos Santos e Chico do Sindicato, que têm fortes trabalhos de assistência social. Para se ter uma ideia, Chico do Sindicato tem cinco veículos a serviços dos moradores dos bairros do Cristo, Rangel, Varjão e adjacências, dia e noite.

João dos Santos tem quatro veículos a serviço dos bairro Cidade Padre Zé, Mandacaru, Ipês e adjacências. Outros vereadores também têm serviços prestados a bairros específicos. Mas aqueles que têm votação espalhada por toda a cidade terão certa dificuldade. Este pelo menos é o entendimento de alguns do próprios vereadores.

Marcação cerrada

Alguns suplentes bem votados nas últimas eleições para a Câmara Municipal de João Pessoa também estão se mobilizando para não perder os seus redutos. Eles temem que seus eleitores migrem para quem tem mandato. Como não querem correr risco, estão sempre nas comunidades e bairros.

Irregularidades

O ex-prefeito de Fagundes, Gilberto Dantas, e a ex-prefeita de Boqueirão, Joanita Leal, foram condenados pelo TCU e terão que devolver R$ 384 mil. Motivo: irregularidades em prestações de contas de convênios.

Revelia

A Gilberto Dantas, foi imputado um débito de R$ 104 mil. O débito de Joanita é de R$ 280 mil. Os dois podem recorrer. O processo correu à revelia.

Reconhecimento

O prefeito de Santa Rita, Emerson Panta, reconheceu, ontem, que o deputado federal Ruy Carneiro tem ajudado o município. “O deputado Ruy Carneiro nos ajudou a tirar Santa Rita do caos”, declarou Panta.

Institucional

Em entrevista ao Correio debate, Panta disse que sua relação com o governador Ricardo Coutinho é meramente institucional e respeitosa.

Porto contesta Efraim

O desembargados José Ricardo Porto contestou declarações caluniosas do deputado federal Efraim Filho (DEM). O deputado insinuou que o Porto estaria pressionando o juiz Jailson Shizue para prejudicar o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, e contemplar o segundo colocado nas últimas eleições, Matheus Melo.

Negativa

“O advogado Matheus Bezerra não é meu genro como proclamou o ilustre parlamentar, de forma inverídica e intencional”, disse Porto, negando ter tratado com o juiz sobre o processo eleitoral em Bananeiras

Açodada

Segundo Porto, Efraim tenta politizar, de forma açodada, o processo que tramita no TRE da Paraíba e que pede a cassação do prefeito de Bananeiras.

Constrangimento

Ainda de acordo com o Porto, o deputado Efraim Morais tanta, com as insinuações políticas, constranger e intimidar os membros do TRE da Paraíba em relação ao julgamento do prefeito Douglas Lucena.

Imunidade

O desembargador disse que vai acionar o deputado e espera que ele deixe a imunidade de lado para responder como cidadão comum.

Colaboração de Adelson Barbosa dos Santos

Relacionadas