domingo, 18 de fevereiro de 2018

Pessoa Júnior
Compartilhar:

Pisou fundo

13 de dezembro de 2017
Não foi nada fácil a temporada 2017, mas Léo Barbosa mostrou talento, garra e muita determinação para fechar o ano como vice-campeão brasileiro na Fórmula 3. Foi uma campanha positiva e que mostrou a força do automobilismo paraibano em nível nacional, em que pese as dificuldades encontradas por conta da falta de patrocinadores.

Léo Barbosa é só otimismo. Fechou o ano muito bem e volta a despertar interesse de outros centros, em função dos importantes resultados que alcançou ao longo da temporada da Fórmula 3. Como único piloto do Nordeste na categoria, deixou a sua marca registrada com muito talento. Foi bem na maioria das corridas e mesmo como novato deu conta do recado sim, pois terminou como vice-campeão brasileiro.

Que venha 2018. Léo Barbosa pode continuar correndo a F 3 na categoria Academy, mas também pode mudar para a categoria A, desde que conte com a força de grandes patrocinadores. Talento ele tem de sobra e mostrou mais uma vez esse ano, correndo pela primeira vez nessa categoria. O problema é que a mudança exige mais investimento e isso pode inviabilizar a sua presença na categoria principal.

O importante é que Léo Barbosa largou bem no primeiro ano de disputa na Fórmula 3. Foi bem mesmo. Durante o Prêmio Melhor do Esporte, quando foi homenageado pelo excelente desempenho em 2017, acenava com a possibilidade de fechar o ano como vice-campeão brasileiro. Promessa cumprida sem alarde e com atitude. Fez bonito sábado passado, em Interlagos, deixando ótimas perspectivas para 2018

Solidariedade

Amigos de João Neto e amigos de Djaelson, realizam jogo beneficente dia 26, às 20h, na Vila Olímpica Parahyba. Será um desfile de craques de futsal e futebol. O encontro tem caráter solidário, para colaborar com Peninha, que tem uma bela história no esporte paraibano.

+POSITIVO

O presidente da Federação Paraibana de Futsal, João Bosco Crispim, também está apoiando esse jogo do dia 26. Ele espera contar com o apoio de todos os salonistas, já que Peninha foi um craque na modalidade e sempre representou bem a Paraíba. Agora está precisando dos verdadeiros amigos e irmãos nesse jogo idealizado por João Neto, Djaelson e atletas em férias em João Pessoa.

-NEGATIVO

Ainda em clima de pré-temporada, o Campinense já perdeu dois importantes valores que foram anunciados como reforços para o Campeonato Paraibano. O primeiro a sair foi o atacante Célio Codó. Na segunda-feira foi a vez do zagueiro Fred deixar o elenco comandado por Celso Teixeira. Agora a diretoria trabalha para encontrar novos reforços. Tem que ser mais criteriosa para evitar mais prejuízo.

Premiação no futsal

No próximo sábado, a Federação Paraibana de Futsal realiza a premiação dos times que se destacaram no Campeonato Paraibano de 2017, em todas as categorias. A festa será realizada no restaurante panorâmico do Cabo Branco, a partir das 11h. Artilheiros e goleiros que se destacaram também serão premiados.

NO FOCO



  • A empresária Patrícia Sousa representou a Magicar e a Lifan Motors, no Prêmio Melhor do Esporte. Tem ações importantes, apoiando projetos sociais, inclusive o que é coordenado pelo técnico Maia - Escolinha JM - em Mandacaru.


  • O doutor Heraldo Rocha (E) prestigiou o Prêmio Melhor do Esporte com Anílson Navarro Xavier. Ambos fizeram parte da geração de ouro do handebol paraibano. Foram homenageados e já prometeram marcar presença em 2018 para uma grande confraternização do handebol.




 

Relacionadas