quarta, 18 de outubro de 2017

Edinho Magalhães
Compartilhar:

Paraibano na PGR

19 de setembro de 2017
A despeito do horário atípico (oito da manhã de uma segunda feira) o auditório “Juscelino Kubistchek” na sede do Ministério Público Federal, em Brasília, ficou abarrotado de convidados para a posse da nova Procuradora Geral da República, Raquel Dodge. Políticos, ministros dos tribunais superiores, ministros de Estado e procuradores de todo o país, estiveram presentes ao evento aumentando ainda mais o prestígio da nova chefe da PGR. O fato marcante para todos nós foi a escolha do paraibano Luciano Mariz Maia como o ‘número 2’ da PGR, entre os mais de 70 subprocuradores gerais em atuação. Um destaque que comprova sua importância, grande valor e capacidade. O ‘VPGR’ tem competência exclusiva de atuar nas investigações de políticos no STJ e de substituir a PGR nas sessões do STF. O procurador Rodrigo Janot não foi ao evento que contou, ainda, com a participação protocolar dos presidentes da República, do Senado e da Câmara – todos investigados pelo órgão. Em seu discurso Dodge salientou, em uma frase de efeito, a importância do sentimento do brasileiro nesse momento: “não toleramos mais corrupção”. Que seja um bom prenúncio do que está por vir. Que o Ministério Público atue exemplarmente contra a corrupção, cuidando apenas para não perder os critérios e nem incorrer em abusos. E que Luciano Maia possa ajudar a fazer história, para mudar o Brasil.

▶ Presença

Entre os muitos paraibanos presentes à posse dos procuradores na manhã de ontem, estavam os senadores José Maranhão e Cássio Cunha Lima (que saiu mais cedo), o governador Ricardo Coutinho, o presidente do TJ Joás de Brito e vários deputados federais e estaduais.

▶ Jantar da PGR

Algumas autoridades nacionais foram convidadas para jantar, ontem à noite, em torno dos novos chefes do MPF, em evento restrito, numa casa de recepções em Brasília, promovido pela Associação dos Procuradores Federais do Brasil.

▶ Indicação

Confirmada pra hoje, às 10hs, sabatina do advogado paraibano Walter Agra Júnior, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado - CAE, como indicado para ser o Procurador Chefe do CADE. O senador Raimundo Lira é membro titular da Comissão.

▶ Nada ‘batido’

Por mais factível que seja a notícia de que o deputado Wilson Filho deixaria a vaga de federal para seu pai, indo disputar uma cadeira estadual nas próximas eleições, ele próprio nega qualquer acerto sobre o assunto: “nada de prego batido”.

▶ Menos Custo

Deputado Pedro Cunha Lima continua sua cruzada contra o alto custo de manutenção das autoridades públicas do país, nas três esferas, dos três poderes. Ele apresentou emenda à PEC 254/16, que impõe limite às despesas das Assembléias Legislativas e dos Tribunais de Contas, ampliando seus efeitos para a Câmara e o Senado: “é preciso diminuir o custo da autoridade e aumentar o investimento no cidadão (saúde, educação e segurança)”.

▶ Universidade do Brejo

A Universidade Federal da Paraíba vai para o Brejo, literalmente. Mas pelo lado positivo da interiorização do Campus. O deputado Efraim Filho é autor de projeto (PL8596/17) que cria a Universidade Federal do Brejo Paraibano – UFBP!

▶ Universidade do Brejo 2

A ideia com a UFBP é promover oportunidades, por meio da educação, para as pessoas da região. “A micro-região do Brejo reúne mais de 10 municípios com população estimada em mais de 100 mil pessoas e a UFBP levará mais desenvolvimento econômico e social pra lá”.

▶ Senador dos Deputados

Além do atendimento que faz em Brasília toda semana aos prefeitos paraibanos, o mandato do senador Raimundo Lira é dividido com a agenda dos deputados federais. Ele consegue ser quase onipresente nas audiências de Hugo Motta e Wilson Filho na Esplanada dos Ministérios.

Relacionadas