segunda, 24 de setembro de 2018

Lena Guimarães
Compartilhar:

O salto do PSD

30 de janeiro de 2018
Criado em 2011, o PSD vai disputar a sua segunda eleição estadual com diretórios em 205 dos 223 municípios do Estado, e força eleitoral representada pelo deputado federal Rômulo Gouveia, pelo deputado estadual mais votado em 2014, Manoel Ludgério, 26 prefeitos – entre eles o da Capital -, 27 vice-prefeitos e 198 vereadores.

O PSD tem o 5° maior tempo de propaganda no rádio e na TV. Para uma campanha que foi reduzida a 52 dias, sendo que a duração do horário eleitoral gratuito será de apenas 35 dias, é vantagem estratégica. Pela forte bancada no Congresso, terá direito a 5ª maior fatia do Fundo Eleitoral.

São nesses fundamentos que está baseado o otimismo de Rômulo Gouveia, um dos fundadores do partido a nível nacional, em relação ao desempenho neste 2018, e principalmente a possibilidade de eleger um dos seus, o prefeito da Capital Luciano Cartaxo, governador da Paraíba.

Rômulo é conhecido por ser presente nas bases. Está sempre na estrada, nos finais de semana, visitando os municípios. E ele diz que dos nomes postos para governador, Luciano Cartaxo é o mais popular.

Ele acredita na unidade das oposições, e como existem três nomes postos – Luciano Cartaxo (PSD), Romero Rodrigues (PSDB) e José Maranhão (PMDB) - defende que a escolha do que representará o bloco seja feita até o início de março, porque a definição da chapa também influenciará nas filiações que devem ser feitas até 7 de abril.

No almoço promovido pelo Sistema Correio que reuniu a bancada paraibana, ontem, em torno do jornalista Edinho Magalhães, Rômulo revelou que está organizando um evento para depois do Carnaval, para consolidar o apoio do partido, inclusive da Direção Nacional, a Luciano Cartaxo. A expectativa é de que vários outras legendas do campo oposicionistas também se posicionem.

Na sequência, realizará uma série de encontros regionais: em Campina, no Brejo, Cariri, Curimataú, Vale do Piancó e Sertão, quando apresentará também seus candidatos a deputado federal e estadual.

Para Rômulo, a oposição é favorita neste 2018 na Paraíba e o PSD terá peso decisivo na vitória.

TORPEDO

"Os políticos estão desgastados no País, mas a bancada federal da Paraíba merece reconhecimento pela união que resultou na concretização de projetos importantes para o Estado e pela ocupação de importantes espaços de poder no Congresso Nacional."



De Roberto Cavalcanti, no evento que reuniu congressistas e celebrou o 3° ano da cobertura do Sistema Correio em Brasília, por Edinho Magalhães.

Cobertura

A bancada foi recepcionada pela diretora Executiva Beatriz Cavalcanti. Ela disse que se é importante para eles que o Sistema Correio divulgue suas atuações, mais ainda é para os paraibanos, a quem representam.

Cobertura 2


Beatriz disse que o trabalho vai continuar neste 2018 tanto por ser ano de eleição, como pelos importantes projetos em análise no Congresso. O Correio vai continuar destacando ações de todos os 15 parlamentares.




Poderosos


O almoço de Rômulo Gouveia e Efraim Filho foi interrompido pelo ministro Maurício Quintella (Transportes), que telefonou para acertaram detalhes da ordem de serviço para duplicação da BR-230, a partir de Campina.




Indeciso


André Amaral, o pai, assumiu o comando do PROS na Paraíba em novembro. André Amaral, o filho e deputado federal, afirma que ainda não decidiu se deixará o PMDB para disputar novo mandato pelo partido.




ZIGUE-ZAGUE




  • O juiz Sérgio Moro determinou cancelamento da penhora do tríplex do Guarujá, o que condenou Lula, autorizada pelo TJ do DF para pagamento de dívida da OAS.


  • A procuradora-geral Raquel Dodge ordenou a sua equipe rigor na negociação de delações premiadas, depois que quatro de Janot foram rejeitadas pelo STF.




 

Relacionadas