segunda, 11 de dezembro de 2017

Sony Lacerda
Compartilhar:

‘Não sei se vou ou se fico’

05 de dezembro de 2017
O deputado federal Pedro Cunha Lima está prestes a tomar “a decisão” quer pode mudar o futuro político do tucano. O parlamentar é o nome mais lembrado pelos partidos de oposição ao governador Ricardo Coutinho, para ocupar a vaga de vice em uma das possíveis chapas.

O mais provável, nesse momento, é que seja a encabeçada pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que ainda tem como opção de ‘cabeça’, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, e o senador José Maranhão. Em qualquer um desses cenários, o nome de Pedro cairia bem. Tem carisma, tem voto e tem talento, pelo que se viu até agora.

Mas a decisão de aceitar, ou não, é mais complicada do que parece. Com uma atuação que ganha destaque a cada dia, o deputado teria a possibilidade de ser reeleito para a Câmara Federal, figurando até entre os mais bem votados. Caso aceite o convite corre o risco de ficar sem mandato. Em entrevista ontem ao Correio Debate (98FM), não disse que sim, mas também não disse que não.

A decisão, segundo palavras de Pedro, ficará para 2018 - falta menos de um mês. Assim, como existem os que defendem o nome do tucano como candidato a vice-governador, tanto pela sua atuação, como pelo peso do sobrenome (tem seu peso), também têm àqueles que pedem para o tucano ficar mesmo é na Câmara. É, meu fi, se apegue aquela música das antigas: “não está sendo fácil...” e comece a avaliar.

Barreira de bandeira

O presidente estadual do PPS, Nonato Bandeira, deixou claro que a filiação de novos integrantes ao partido terá que passar pelo crivo de todos os filiados. O posicionamento do presidente foi um recado para alguns deputados estaduais que estão de olho na sigla, que hoje integra a base do governador Ricardo Coutinho.

Estratégia

O prefeito Romero Rodrigues, ainda que de férias, tem adotado o silêncio sobre uma possível candidatura ao Governo. Estratégia que vem dando certo já que o nome do gestor vem ganhando força pelo Estado.

União

Mesmo com as muitas pré-candidaturas postas ao Governo do Estado, o discurso de que a união existe é referendado pelos oposicionistas. Será?

Mudança

O prefeito Luciano Cartaxo já começa a estudar a possibilidade de uma reforma administrativa, ainda este mês. O gestor deve mudar quadros que irão disputar as eleições em 2018. Quanto antes, menos perdas.

Esperança

O PT da Paraíba está esperançoso em conseguir eleger um senador em 2018. O nome do deputado Luiz Couto é o mais cotado para a disputa.

Vitória do governador

O governador Ricardo Coutinho (PSB) ganhou mais uma batalha ontra os adversários. Ontem, o TRE viu improcedência em duas ações movidas pelo PSDB, que nutria a esperança de afastar o socialista do mandato. Nada do que os tucanos alegaram foi comprovado e Ricardo segue com a ficha limpíssima.

Apelo...

Não está sendo fácil articular a votação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Para conseguir a aprovação, o presidente Michel Temer terá que abrir mão e modificar alguns pontos.

...aos deputados

Para muitos deputados, principalmente os paraibanos, a Reforma da Previdência, do jeito que está, vai prejudicar mulheres e trabalhadores.

Férias?

Se antes da votação da Lei Orçamentária Anual, na ALPB, já era difícil ver deputados em plenário, imagina agora. A expectativa é saber se a Mesa Diretora vai conseguir quórum para realizar votações.

Dúvida

Se muitos deputados continuam em dúvida sobre o funcionamento da Casa agora no final do ano, imagina a população da Paraíba.

Colaboração de Adelson Barbosa dos Santos e André Gomes

Relacionadas