terça, 20 de fevereiro de 2018

Lena Guimarães
Compartilhar:

Não dá mais

08 de Fevereiro de 2018
Em plena Quarta-feira de Fogo, principal dia da folia pré-carnavalesca de João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo decidiu fazer jus ao nome e decretou o desembarque do MDB comandado por José Maranhão. Ele dispensou três auxiliares ligados ao senador e presidente emedebista. Os membros da legenda fiéis ao vice Manoel Júnior foram preservados.

A medida, que veio a público no início da tarde, ocorreu após seguidas manifestações de Maranhão, que se mantém pré-candidato ao governo do Estado em outubro, sobre não haver compromisso para o lançamento de Luciano Cartaxo como o nome da frente de oposições que o reelegeu em 2016 (formada principalmente por PSD, MDB e PSDB).

A insatisfação do prefeito com o cenário de indecisão entre os aliados que formam o grupo de oposição já transparecendo há um bom tempo. Ele tem cobrado constantemente um posicionamento dos partidos que formam a aliança para que definam o nome em consenso para disputar as eleições. Ontem, então, decidiu assumir de vez o protagonismo e dispensar os indicados do adversário que ainda restavam no seu governo.

Ainda pela manhã, em vistia ao bairro de Jaguaribe, deixou claro que gostaria de estar vivendo um momento de decisão, porém, só vislumbrava um ambiente de especulação. Com a informação de que o senador Maranhão estava em deslocamento de Brasília para a Paraíba, ninguém mais do partido quis falar.

No racha efetivado nas oposições há quem aposte numa reaproximação do MDB com o PSB do governador Ricardo Coutinho, que tem o secretário João Azevedo como pré-candidato posto. O governador, aliás, declarou que está aberto a conversar com qualquer político disposto a construir um projeto de desenvolvimento para o Estado.Até mesmo o prefeito Cartaxo seria bem vindo ao debate, de acordo com o governador e lider girassol.

No PSDB, o clima também é de distanciamento do projeto de Cartaxo. Anteontem, o senador Raimundo Lira (MDB) afirmou que a chapa para a disputa das duas vagas no Senado terá ele e o tucano Cássio Cunha Lima. Sinal de que as conversas entre o PSDB e Maranhão estão avançadas. Pela canetada, parece que Cartaxo abriu o olho.

Unidade, sempre

“Cada dia, um dia a menos”. Essa foi a sentença do prefeito Romero Rodrigues quando questionado sobre a discussão de quem vai encabeçar candidatura das oposições ao governo do Estado. Dia 7 de março é o limite.

Presente na folia

Em pré-campanha para consolidar o próprio nome na disputa, Romero disse ao Correio Debate da 98 FM que deve passar no Carnaval da Capital. Ontem, uma leve virose o tirou da avenida em plena Quarta-feira de Fogo.

Juntos, não misturados

Os deputados estaduais vão ocupar o plenário da Câmara da Capital durante a reforma da sede da Assembleia. Já que os vereadores também se reúnem pela manhã,as sessões da AL ocorrerão no período da tarde.

Transparência em CG

A Câmara de Campina Grande inicia hoje as atividades de 2018 com implantação do Sistema de Apoio (SAPL), que permite ao cidadão acompanhar a produção dos vereadores. O prefeito confirmou presença.

Zigue e Zague

Comissão processante na Câmara de Bayeux emitiu parecer pela cassação do prefeito interino Luiz Antônio por utilizar a máquina pública para denegrir a imagem de adversário político, o deputado André Amaral.

Em Brasília, o Governo continua a batalha para aprovar a reforma da Previdência. Quer definir até o dia 28. Votos até o momento não tem.

Relacionadas