terça, 12 de dezembro de 2017

Sony Lacerda
Compartilhar:

Epitácio na guerra

21 de novembro de 2017
Em artigo publicado na edição online da revista IstoÉ, do dia 17, o jornalista Antônio Carlos Prado destaca a participação do Brasil e do presidente Epitácio Pessoa na Primeira Guerra. Carlos Prado assim se refere a Epitácio:

“...Finalmente chegamos às duas vitorias simultâneas do Brasil no conflito, e elas ficam sólidas e claras em 1919. Uma se deu na Conferência de Paz de Paris com desdobramento na assinatura do Tratado de Versalhes. O delegado do País foi o paraibano de Umbuzeiro Epitácio Pessoa, político, jurista e magistrado. Como ninguém o faria, ele soube impor ao mundo um então provinciano Brasil. Para se ter uma ideia, em meio à humilhação sofrida pela Alemanha por parte dos vencedores (humilhação que já ali se fazia embrionária da Segunda Guerra), Epitácio Pessoa obteve no botim setenta navios alemães, mais uma polpuda indenização por todos os carregamentos de café que foram perdidos nos oceanos. Epitácio Pessoa fez do Brasil um vencedor, e mede-se isso em um fato incrível: Rodrigues Alves falece em 1919, vítima da pandemia da gripe espanhola (matou 30 milhões de pessoas no planeta enquanto a guerra matou nove milhões). Epitácio é eleito presidente, mesmo estando em Versalhes – fora do País, portanto. Na área econômica, dentro do nosso próprio território, desenrolou-se a segunda vitória: com a queda da exportação do café, já durante a guerra o País se desenvolveu na produção de demais gêneros alimentícios, mudou a sua estrutura essencialmente agrária e inaugurou o primeiro grande surto industrial: o número de fábricas quadruplicou entre 1914 e 1918. A indústria nacional conquistou o mercado interno e, assim, emergiu sociológica e economicamente uma nova Nação”.

Vista Bela

O governador Ricardo Coutinho entregou, ontem, o residencial Vista Bela I, em Mangabeira. Segundo ele, o Governo realizou o sonho de 64 famílias de comerciários que vão morar em um ambiente com boa localização. O condomínio é fruto da parceria entre o Governo Estadual, Governo Federal e Sindicato dos Comerciários.

Clínica do Iesp

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, participa hoje, no Iesp, na inauguração da Clínica Integrada de Saúde. Cartaxo assinara convênio para estágios na área de saúde e prestação de serviços através do SUS.

Parque eólico

O deputado Renato Gadelha anunciou que a Frente Parlamentar das Energias Renováveis visitará o parque eólico de Santa Luzia na quinta-feira.

Encontro...

O presidente do TJPB, o vice e o corregedor, Joás de Brito, João Benedito e José Aurélio, participam hoje do XI Encontro Nacional do Poder Judiciário no auditório Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

...do Judiciário

O objetivo é avaliar a estratégia do Judiciário, aprovar as metas para o ano de 2018 e premiar os tribunais que obtiveram o Selo Justiça em Números.

Luto em Cajazeiras

Foi enterrado domingo, em Cajazeiras, o corpo do pai do prefeito José Aldemir, Amelino Ferreira de Almeida. Seu Mirim, como era conhecido, morreu no sábado, aos 93 anos. Estava internado no Hospital Samaritano, em João Pessoa. Nas redes sociais, o prefeito agradeceu os gestos de solidariedade dos amigos e eleitores.

Serasa e SPC

A vereadora Raissa Lacerda (PSD) espera que o prefeito Luciano Cartaxo sancione, esta semana, projeto de lei que proíbe Cagepa e Energisa de colocarem nomes dos consumidores devedores no Serasa e SPC.

Princesa Sem água

Os moradores de Princesa Isabel reclamam da falta água e dizem que as contas estão chegando no fim do mês. A adutora que vem de Pernambuco não funciona.

Lei repercute...

Já repercute no meio artístico pessoense a lei de autoria do vereador Luís Flávio que reconhece as quadrilhas juninas da Capital como Patrimônio Cultural Imaterial do Município (Lei 13.480/2017).

...no meio artístico

A lei foi sancionada há duas semanas pelo prefeito Luciano Cartaxo. “Foi uma vitória da cultura”, comentou o vereador do PSDB.

Colaboração de Adelson Barbosa dos Santos

Relacionadas