domingo, 19 de novembro de 2017
Cidades
Compartilhar:

Vazamento de fossa preocupa moradores de condomínio em João Pessoa

Lucilene Meireles / 10 de março de 2016
Foto: Assuero Lima
Vazamentos em tubulações de água e esgotos podem comprometer a estrutura de casas e prédios, causar afundamento de piso e colocar em risco a segurança de moradores se não forem solucionados com urgência. Em 2015, a Coordenadoria de Defesa Civil de João Pessoa recebeu seis chamadas por conta de fossas. Este ano, o primeiro caso foi registrado em um edifício no bloco A, do condomínio Palladium, bairro João Paulo II, construído há três anos.

A moradora Maria de Lourdes Lima dos Santos relatou que a tubulação que leva o esgoto para a fossa apresentou um vazamento. “Parte da sujeira ia para a fossa e outra caía diretamente no setor onde fica a caixa d’água. Ninguém sabe há quanto tempo o problema está ocorrendo. Só descobrimos quando não suportamos mais o mau cheiro”, relatou.

A construtora Índice enviou dois caminhões para retirar a água da fossa, um na segunda e outro na terça-feira. “A construtora disse que iria resolver a situação, mas agora estamos sem água desde a segunda. Ninguém sabe o que aconteceu. A caixa não enche. Do meu banheiro, está saindo cheiro de esgoto. Quando dá descarga, o sanitário fica borbulhando, disse Lourdes. Adriana Vasconcelos, também moradora, teme que a água acumulada atraia o mosquito Aedes aegypt. “A construtora está tentando resolver, mas já faz uma semana e temos que tomar banho com água mineral”, lamentou.

O Corpo de Bombeiros esteve no local ontem e informou que o problema deveria ser avaliado pela Defesa Civil e pela construtora. Noé Estrela, coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, vistoriou o prédio e garantiu que não há perigo de fissura em parede, nem comprometimento de estrutura. Já o encarregado da construtora, Edmilson Alves, declarou que a previsão é solucionar o problema até amanhã. Na próxima semana, a Defesa Civil vai enviar um relatório para o síndico. O documento poderá ser utilizado para dar entrada na Justiça, caso a construtora não resolva a situação.

Fossa

Fossas devem ser construídas com a amarração correta;

Se perceber afundamento do terreno ou retorno dos dejetos, acione a Defesa Civil;

Preencha fossas sem uso com restos de material de construção para evitar que cedam;

Se houver vazamento de água, repare assim que perceber para evitar que haja infiltração.

 

Relacionadas