domingo, 19 de novembro de 2017
Segurança
Compartilhar:

Prédios antigos e em ruínas abrigam criminosos em João Pessoa

Aline Martins / 11 de março de 2016
Foto: Assuero Lima
Na área histórica do Centro de João Pessoa e em bairros adjacentes, como Jaguaribe, por exemplo, é comum observar imóveis, principalmente, casarões antigos, em estado de ruínas e abandonados. Além de oferecer risco de desabamento, eles promovem a insegurança na área, pois alguns servem de ponto de consumo de drogas ou esconderijo para outras práticas delituosas. Quem passa perto de um prédio desse coloca sua integridade física em risco. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) informou que há mais de 20 ações judiciais solicitando que os proprietários tomem providências em relação aos casarões.

Na noite de segunda-feira, uma adolescente foi encontrada morta em um casarão abandonado, em Jaguaribe. O local é espaço para desenvolvimento da criminalidade, segundo moradores que preferiram não se identificar. O delegado de Crimes contra a Pessoa, Bruno Victor Germano, está investigando o caso, mas informou que ainda não há informações de quem cometeu e a motivação do crime. Segundo o delegado, a Polícia Civil já fez uma operação em imóveis abandonados no ano passado e chamou a atenção dos setores responsáveis pelo patrimônio. Ele citou um dos prédios invadidos, o antigo Hotel Tropicana.

O coordenador de Patrimônio Cultural, Fernando Milanez Neto, informou que a Coordenadoria fez um trabalho de levantamento com a Defesa Civil para identificar os prédios que ameaçavam cair, pois muitos imóveis estão em ruínas.

“Já procuramos fazer coisas possíveis dentro da esfera municipalista, sempre levando em consideração, fazendo as pessoas entenderem, que esses tombamentos, nenhum foi realizado pela Prefeitura e sim pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba e o Instituto Histórico Nacional”, frisou Fernando Milanez.

Iphaep. A diretora executivo do Iphaep Cassandra Figueiredo informou que já foi realizado um levantamento não só na Capital, mas em todo o Estado de imóveis em situação de risco ou abandonados. Ela disse que em João Pessoa foram identificados mais de 80 em situação de desmoronamento. Alguns já foram recuperados por seus proprietários. Mas, há mais de 20 processos na Justiça pedindo aos donos que tomem providências, seja revitalizar, ocupar ou lacrar.

Relacionadas