Acesso

Seca
Compartilhar:

Sem água por até 110 horas, moradores de CG sofrem com interrupção maior que a prevista

Fernanda Figueiredo / 04 de agosto de 2015
Foto: Assuero Lima
Há quase dois meses, o racionamento de água em Campina Grande e mais nove cidades abastecidas pelo açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, foi ampliado de 36h para 60h. Ou seja, teoricamente, o abastecimento feito pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) é interrompido das 17h dos sábados até às 5h das terças-feiras, embora alguns bairros, como o Ligeiro, região periférica do município, passe até 110 horas sem água nas torneiras.

A situação modifica a rotina dos moradores, que precisam armazenar e economizar água para que não falte durante os cinco dias de racionamento. "Nos dias sem água fazemos malabarismos: a louça só lavamos o que vamos utilizar, o banho é de cuia e o cabelo só é lavado se for extremamente necessário. Roupa só se lava nos dias que tem água na torneiras", contou a psicóloga Helyssa Lopes.

A Cagepa justifica que em locais mais altos e mais distantes das centrais de distribuição, a água falta primeiro e demora mais a chegar.

Confira a matéria completa no Jornal Correio da Paraíba desta terça-feira.

Relacionadas