quarta, 12 de dezembro de 2018
Saúde
Compartilhar:

Zika vírus também pode ser transmitido pela muriçoca, diz Fiocruz

Redação com agências / 22 de julho de 2016
Foto: Divulgação
Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apresentaram ontem, no Rio de Janeiro, um estudo inédito que mostra que o mosquito "Culex quinquefasciatus", conhecido como muriçoca ou pernilongo doméstico, é um potencial transmissor do vírus da zika. A pesquisa foi conduzida pela Fiocruz Pernambuco na Região Metropolitana do Recife, onde a população do Culex é cerca de 20 vezes maior do que a população de Aedes.

Os resultados preliminares identificaram a presença de Culex quinquefasciatus infectados naturalmente pelo vírus zika em três dos 80 grupos de mosquitos analisados. Em duas amostras, os mosquitos não estavam alimentados, demonstrando que o vírus estava disseminado no organismo do inseto e não em uma alimentação recente num hospedeiro infectado.

Mais estudos. Segundo informações da Fiocruz, a partir dos dados obtidos serão necessários estudos adicionais para avaliar o potencial da participação do Culex na disseminação do vírus da zika e seu real papel na epidemia. "Até os resultados de novas evidências, a política de controle da epidemia de zika continuará pautada pelas mesmas diretrizes, tendo seu foco central no controle do Aedes aegypti", diz a nota.

Apesar do anúncio, a Fiocruz reforçou que o risco de contágio de zika no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos é baixo, de acordo com entrevista dada à BBC.

Relacionadas