terça, 17 de julho de 2018
Saúde
Compartilhar:

Rios que cortam a Capital sofrem com poluição

Aline Martins / 07 de março de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
Próximos a residências, os rios urbanos como Jaguaribe, Mandacaru, Cabelo e Cuiá, no município de João Pessoa, são considerados os mais poluídos, segundo informou o coordenador de Medições Ambientais da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), João Carlos Miranda. Além dos esgotos que são lançados, os rios também sofrem os resíduos sólidos, que acabam tendo os cursos d’água como destino final em algumas áreas de João Pessoa.

Embora não esteja entre os mais poluídos, o Sanhauá, no trecho que passa pela comunidade do S, no bairro do Roger, na Capital, a quantidade de lixo é grande, além dos esgotos que saem das moradias. Já em relação ao Jaguaribe, o coordenador do CMA João Carlos Miranda, informou que o rio é poluído desde a nascente até a foz. “Ele fica menos poluído na parte que passa por dentro do Jardim Botânico. Quando sai, é um pouco mais limpo do que em outras áreas, mas ele recebe esgoto em vários trechos da cidade”, frisou.

João Carlos também explicou que o riacho Mussuré e os rios Mumbaba e Gramame, embora recebam resíduos industriais, são menos poluídos do que Jaguaribe, Mandacaru, Cabelo e Cuiá. No início do mês passado, cerca de 40 mil litros de soda cáustica vazaram de uma estação de tratamento da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) no Rio Gramame, causando a morte de peixes.

Educação ambiental

O chefe de Fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam), Allison Cavalcanti, informou que o órgão recebe denúncias pelo Disque Denúncia e logo após equipes vão verificar em loco para sanar o problema. No entanto, informou que 70% das denúncias são relativas à poluição sonora e em segundo lugar, a hídrica. Paralela às fiscalizações, é realizada a educação ambiental nas escolas, por meio do Centro de Estudos e Práticas Ambientais (Cepam), ou quando as escolas vão ao Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), que tem uma equipe que promove atividades educativas.

Proteção de APAs

Uma ação educativa foi realizada nessa terça-feira (6), nos bairros do Geisel e Água Fria (Cuiá), em João Pessoa, para conscientizar a população sobre o descarte irregular de resíduos domésticos, da construção e demais entulhos em áreas de proteção ambiental (APA).

O mutirão foi feito pelos Setores de Engenharia e Educação Ambiental da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) para orientar os moradores.

A Emlur informou que no bairro a coleta é regular. Aquele que for flagrado descartando em área inadequada fica sujeito a uma multa

Relacionadas