segunda, 18 de junho de 2018
Saúde
Compartilhar:

Nem Deus protege contra o medo da gripe H1N1

Da redação com assessoria / 20 de abril de 2016
Foto: Lucilene Meireles/Arquivo
O surto da gripe H1N1 não está mudando apenas os hábitos diários de parte da população. O temor do contágio da doença está atingindo até os locais e rituais mais inesperados. Nesta quarta-feira (20), a Arquidiocese da Paraíba emitiu uma recomendação oficial para todos os padres e fieis do estado sobre os cuidados contra o vírus no ritual da missa.

Uma das recomendações feitas pelo arcebispo Dom Aldo di Cillo Pagotto refere-se ao momento da oração de Pai Nosso. Por temor que o contágio aumente, a Arquidiocese recomendou que os fiéis não deem mais as mãos no momento da oração.

A Arquidiocese alerta que essas recomendações são temporárias e devem ser seguidas enquanto houver registro de muitos casos da gripe H1N1. Tais recomendações já tinham sido feitas em julho de 2009, quando a gripe fez várias vítimas no País.

Veja abaixo as orientações:

- Os fiéis evitem dar as mãos durante a Oração do Pai Nosso;

- Os fiéis evitem dar as mãos no momento da Paz;

- Os padres entreguem a Hóstia Consagrada nas mãos dos fiéis.

Relacionadas