quinta, 24 de maio de 2018
Saúde
Compartilhar:

Medo da H1N1 muda até os rituais religiosos em igrejas; vacinação começa nesta segunda

Lucilene Meireles / 11 de Abril de 2016
Foto: Divulgação
 

O medo da gripe H1N1 está mudando o comportamento das pessoas até mesmo dentro das igrejas. Líderes religiosos e fiéis estão tomando medidas para se prevenir que alteraram alguns rituais religiosos. Mesmo sem nenhuma nota oficial lançada pelo Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, medidas preventivas contra a Gripe A vêm sendo tomadas por alguns religiosos.

Alguns padres decidiram tomar a iniciativa por conta própria. Para ministrar a comunhão, a hóstia é colocada nas mãos dos fiéis e não mais na boca. “Outra medida é evitar dar a paz ou rezar o Pai Nosso de mãos dadas. É uma questão de precaução, embora não haja uma adesão de 100% das pessoas”, relatou o padre Márcio José Costa Teixeira, da Comunidade Doce Mãe de Deus, no bairro Ernesto Geisel.

Nas igrejas evangélicas, também há precaução. “O presbítero oferece a ceia aos membros numa bandeja. Cada membro pega o pão e o cálice, cujo copo é descartável. Na hora de partir o pão, tudo é feito dentro do mais alto padrão de higiene. Sempre nos preocupamos com isso”, declarou o pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, em João Pessoa, Edimilson de Oliveira Lima.

Começa vacinação

A campanha de vacinação contra a Gripe H1N1 para trabalhadores de saúde e gestantes, que fazem parte dos grupos de risco, começa nesta quarta-feira (13), em João Pessoa. A expectativa é imunizar 124 mil pessoas, o que corresponde a 80% da população de 168 mil, considerada de risco. Já Campina Grande iniciou o processo na sexta (8), com a imunização dos trabalhadores da saúde. Hoje é a vez das gestantes. Nas igrejas, medidas de prevenção também vêm sendo adotadas, como evitar rezar de mãos dadas. A campanha se estende até 20 de maio.

Na Capital, os demais grupos de risco serão imunizados no Dia D (30 de abril). Pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis ou outras condições clínicas especiais devem apresentar prescrição médica que justifique a vacinação. Para todos os grupos de risco, as doses da vacina estarão disponíveis a partir do dia 30 em todas as salas de vacinas da rede municipal de saúde e em pontos móveis estratégicos nos cinco distritos sanitários. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

Em Campina Grande, foram recebidas 11.780 doses da vacina da Influenza. A meta é vacinar 6.826 trabalhadores da saúde e 4.957 mulheres grávidas da cidade. Ao todo, porém, a Secretaria de Saúde espera vacinar 80% do público total, o que corresponde a 70.872 pessoas.

Assim como em João Pessoa e Campina Grande, o município de Patos inicia a campanha nesta segunda (11) com os mesmos dois grupos prioritários. De acordo com a coordenadora de Imunização do município e da 6ª Gerência de Saúde, a explicação é que o Ministério da Saúde ainda não encaminhou o total de vacinas necessárias para campanha. Só foi recebido até o momento o correspondente a 24% do total de doses.

Como prevenir

Vacine-se;

Lave as mãos frequentemente com água e sabão;

Lave as mãos depois de tossir ou espirrar;

Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com um lenço descartável;

Não compartilhe alimentos ou copos e toalhas de uso pessoal.

Com qualquer tipo de gripe, evite ambientes fechados e com aglomerações;

Não use medicamentos sem orientação médica;

Procure o médico ou unidade de saúde mais próxima se tiver sintomas.

 

Grupos de risco

Gestantes

Trabalhadores da saúde

Crianças de 6 meses até menores de 5 anos

Pessoas com 60 anos ou mais

Povos indígenas

Puérperas (até 45 dias após o parto)

Integrantes do sistema prisional.

Cronograma da campanha de vacinação contra a gripe em JP

13 e 14 – Trabalhadores de saúde das Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) Oceania e Célio Pires de Sá.

15 – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)

18 a 29 – Trabalhadores de Saúde da rede hospitalar.

30 – Mobilização Nacional da Campanha de Vacinação – todos os grupos de risco.

Postos de Referência para vacinação de gestantes – João Pessoa

Distrito Sanitário I - USF Integrada de Cruz das Armas, Avenida Cruz das Armas, s/n

3214-1614

Distrito Sanitário II - Cais Cristo - Rua Olívia de Almeida Guerra, s/n - Cristo

3214-2623

Distrito Sanitário III - Cais Mangabeira - Rua Romário C. de Morais, s/n - Mangabeira I

98645-7483

Distrito Sanitário IV - UBS Mandacaru - Rua Mascarenha de Morais, s/n

3214-7443

Distrito Sanitário V - Unidade de Saúde das Praias - Avenida Olinda, s/n - Tambaú

3214-8900

Postos de Referência para vacinação de gestantes – Campina Grande

Isea

Centro de Saúde da Liberdade

Centro de Saúde da Bela Vista

Centro de Saúde da Palmeira

Centro de Saúde do Catolé

Centro de Saúde Dr. Francisco Pinto (centro)

Policlínica das Malvinas

Unidade Mista de Saúde de Galante

Centro de Saúde de São José da Mata

UBS Adriana Bezerra (Santa Rosa)

UBS do Distrito de Catolé de Boa Vista

UBS Paus Brancos.

Relacionadas