terça, 16 de janeiro de 2018
Saúde
Compartilhar:

Médicos não se entendem com prefeitura e farão greve de novo

Bruna Vieira / 24 de Março de 2016
Foto: Ilustração
O Sindicato dos Médicos da Paraíba informou que a categoria vai paralisar de novo e, desta vez, por tempo indeterminado, caso as propostas não sejam atendidas pelo município de João Pessoa. A primeira paralisação durou uma semana. As negociações não evoluíram e a greve está marcada para a próxima terça-feira (29). São 500 médicos efetivos, que querem manter a gratificação de desempenho por produtividade (GDP) na aposentadoria.

Na semana passada, os médicos receberam a proposta da PMJP e depois de analisada em assembléia com 200 médicos na última terça-feira, a classe quer realizar três alterações no documento.

“O Executivo quer reduzir a GDP, que recebemos há oito anos. Além disso, pedimos que ela seja mantida quando o profissional se aposentar. A outra mudança é que em contrapartida, o médico contribua com 11% para a previdência por pelo menos dois anos. Aceitamos a mensagem enviada pelo Executivo à Câmara, mas recebemos na tarde do dia 14, não deu tempo avaliar. Queremos negociar o projeto. Dia 18 houve avanços com os vereadores. Mas, na segunda-feira, em reunião como o governo, para apresentarmos o que achamos que deve ser corrigido, não houve avanços. Essas correções não trazem impactos significativos no orçamento. O texto será levado ao gabinete do prefeito e da vereadora Raíssa Lacerda”, disse o presidente do Simed, Tarcísio Campos.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas