quinta, 19 de outubro de 2017
Saúde
Compartilhar:

João Pessoa terá R$ 7,5 milhões para obras de UPA e reforma de dez USFs

Redação / 17 de julho de 2015
Foto: Secom-JP
O prefeito Luciano Cartaxo assegurou mais de R$ 7,5 milhões em investimentos para reforçar a rede de saúde da Capital. O anúncio foi feito depois de reunião com o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, em Brasília. Os repasses serão empregados nas obras de conclusão e aquisição de equipamentos da UPA de Cruz das Armas, na reforma de dez Unidades de Saúde da Família (USFs), já em andamento ou a serem iniciadas, além da contratação de mais médicos até o início de 2016.

De acordo com Luciano Cartaxo, as obras na UPA de Cruz de Armas estão em estágio avançado, com mais de 70% dos serviços concluídos. “É dever do gestor público planejar, atrair investimentos e monitorar metas para alcançar resultados. Mesmo em um cenário desfavorável na economia, estamos garantindo os recursos necessários para a conclusão da unidade, que irá atender mais de 12 mil pessoas por mês”, disse.

Na reunião com o ministro também foram assegurados outros R$ 2,5 milhões para aquisição de equipamentos dos 13 leitos, seis consultórios e demais laboratórios da UPA. “A unidade será a porta de entrada para os serviços de urgência e emergência, desafogando a demanda dos grandes hospitais”, reforçou Cartaxo. Com a conclusão da obra, serão investidos quase R$ 5 milhões, entre recursos da PMJP e do Governo Federal.

Parceria garante contratação de médicos

João Pessoa terá outros médicos contratados em nova parceria entre o Governo Federal e a Prefeitura. Apenas este ano, 49 profissionais foram convocados pelos programas Mais Médicos e Provab, e já estão atuando nas unidades de saúde da capital. Dez deles iniciaram na última semana. Durante a reunião no Ministério ficou acordado que novos profissionais deverão ser selecionados pelos programas até o início de 2016. O número de convocados ainda será definido. “A cidade possui 86% de cobertura nos serviço de atenção básica. A chegada dos profissionais dará reforço à rede municipal, que já contratou mais de 300 médicos nos últimos dois anos”, informou a secretária de saúde, Mônica Rocha, depois do encontro com o ministro.

Relacionadas