segunda, 16 de julho de 2018
Saúde
Compartilhar:

Inca diz que Câncer afetará 9,4 mil na Paraíba em 2018

Beto Pessoa / 06 de fevereiro de 2018
Foto: RAFAEL PASSOS
A Paraíba deve registrar 9.430 novos casos de câncer no ano de 2018, segundo estimativas divulgadas pelo Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Estômago (470), colo do útero (370), traquéia, brônquio e pulmão (370) e cólon e reto (320) serão outras neoplasias com grande incidência na Paraíba, de acordo com o relatório Incidência de Câncer no Brasil 2018.

Na avaliação da supervisora de Ações e Análise Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ângela Pontes, o volume da incidência de novos casos de câncer apontado pelo Inca era esperado. “Estimativas são dados calculados estatisticamente da possibilidade de novos casos de uma determinada doença ou agravo ocorrer em uma população em um determinado período de tempo. A estimativa de câncer tem como base os dados da mortalidade por neoplasias e nos dados dos registros de câncer de base populacional”, comentou.

No comparativo entre os gêneros, a incidência deve ser maior nos homens. O de estômago, por exemplo, deve acometer 13,69 homens por 100 mil habitantes, enquanto a taxa bruta sobre mulheres é de 9,41 por 100 mil habitantes. O mesmo cenário é visto nas demais ocorrências que atingem os dois gêneros.

Levando em consideração o número de incidência por 100 mil habitantes, serão 10,38 casos de neoplasias na traquéia, brônquio e pulmão nos homens, contra 8,21 das mulheres. Na cavidade oral, serão 7,39 novas ocorrências em homens, contra 4,97 nas mulheres. Eles também têm taxas mais altas em leucemias e neoplasias no sistema nervoso central, laringe, esôfago e bexiga (tabela completa ao final da matéria).

No Brasil. Em todo país devem ser mais de 600 mil novos casos de câncer. Sem contar o câncer de pele não melanoma (cerca de 170 mil casos novos), ocorrerão 420 mil casos novos de câncer no Brasil, sendo os cânceres de próstata (68 mil), em homens, e mama (60 mil), em mulheres, os mais frequentes.

Para a população masculina do Brasil, além do câncer de próstata (31,7% do total), haverá incidência alta nos casos de neoplasia no pulmão (8,7%), intestino (8,1%), estômago (6,3%) e cavidade oral (5,2%). Nas mulheres, os cânceres de mama (29,5%), intestino (9,4%), colo do útero (8,1%), pulmão (6,2%) e tireoide (4,0%) figurarão entre os principais.

Leia Mais

Relacionadas