Acesso

Saúde
Compartilhar:

Apenas 8% das crianças paraibanas foram vacinadas e campanha vai até dia 31

Redação com Secom-PB / 18 de agosto de 2015
Foto: Arquivo
Apenas 8,33% de crianças (21,8 mil) foram vacinadas até o momento na Paraíba nas campanhas nacionais de vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação. Iniciada no último sábado (15), a campanha visa atender crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos e 11 meses 29 dias) com a meta de atingir 95% do público-alvo – um total de 249.033 crianças - durante toda a campanha que vai até o dia 31 de agosto.

Segundo a coordenadora estadual de Imunização, Isiane Queiroga, independentemente do número de crianças já imunizadas, os municípios devem continuar fazendo a busca ativa. “Os municípios devem continuar chamando as crianças. É importante também que os pais ou responsáveis que ainda não levaram suas crianças o façam o quanto antes, tanto para tomar a vacina da pólio, quanto para a avaliação e atualização do cartão de vacina”, disse. A campanha vai até 31 de agosto.

Campanha – Esta é a 36ª Campanha contra a Poliomielite no Brasil e em 2015 comemora-se o 26º ano sem a doença no país, que está livre do poliovírus desde 1990. Com relação à Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização do Esquema Vacinal, essa é uma importante ação das gestões em saúde. Neste caso, o grupo alvo para a campanha são todas as crianças menores de cinco anos de idade.

É importante lembrar aos pais e responsáveis que não se esqueçam de levar a carteirinha de vacinação aos postos de saúde.

Poliomielite – A paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa grave, que afeta o sistema nervoso, provocando paralisia principalmente dos membros inferiores. É causada e transmitida por um vírus (poliovírus – entra por meio da boca e do nariz e se multiplica na garganta e no trato intestinal, alcança a corrente sanguínea e, em seguida, pode atingir o cérebro) e a infecção se dá principalmente por via oral.

A vacina contra a poliomielite é aplicada via oral de forma rápida, segura e indolor. A criança toma apenas duas gotas, o que corresponde a uma dose. No Brasil, a vacina é dada rotineiramente nos postos da rede municipal de saúde e durante as campanhas nacionais de vacinação. Para a Campanha Nacional contra a Poliomielite do ano de 2015, a meta é que 12.080.918 crianças sejam vacinadas.

 

Relacionadas