quinta, 24 de maio de 2018
Cidades
Compartilhar:

Quadro de saúde de “Biuzinha” é irreversível

Ana Daniela Aragão / 15 de agosto de 2016
Foto: Divulgação
O quadro do ator Adeílton Pereira, conhecido por interpretar a personagem ‘Biuzinha Priqui’ do grupo de teatro Pastoril Profano, é irreversível, afirmou na noite desta segunda-feira (15), o chefe de neurologia do Hospital de Emergência e Trauma, Gustavo Patriota. A unidade abriu um protocolo para confirmar a morte cerebral do ator, porém, mais um exame vai ser realizado amanhã (16). Apesar do prognóstico de estado neurológico gravíssimo, os familiares, amigos e fãs do ator, permanecem esperançosos.

Como procedimento do protocolo, o ator passou por dois exames clínicos com um intervalo de seis horas entre eles.  O último foi para avaliar o nível de consciência e percepção do meio, mas Adeílton Pereira não obteve reações.  “Ele não tem consciência de si e nem do seu meio. O ator está em coma alto. Não consegue controlar sua respiração e está sob ajuda de aparelhos. O que falta, consta se no cérebro há atividade elétrica ou fluxo sanguíneo de padrão de morte encefálica. Nós utilizamos o de fluxo. Não há chances de melhora, mas nós não podemos declarar que ele está morte porque ainda não fechamos o protocolo de morte encefálica”, disse Gustavo Patriota. Caso a morte seja constatada, Adeílton pode ir para a doação de órgãos.

A sobrinha do ator, Janaína Dias, pediu para que as pessoas orassem por ele e não espalhassem notícias de que ele está morto. “Estamos no hospital desde que tudo aconteceu. Praticamente 24h por dia. É muito difícil. A gente não aguenta mais especulações. A gente não está escondendo nada de ninguém. Há uma esperança lá no fundo do túnel de que ele melhore”, disse.

Edilson Alves, amigo do ator, afirmou que não vai desistir de Adeínton Pereira enquanto o protocolo não for finalizado. “Estamos na esperança. Toda aquela coisa de velório não vai ser pensada agora. Estamos focando nas chances que ele tem. É uma pessoa que animou muita gente. Vamos nos manter assim”, declarou.

A queda

A equipe médica constatou que a queda do ator se deu por causa de um aneurisma (dilatação anormal de uma artéria que irriga o cérebro). O traumatismo craniano foi descartado. O primo do ator, Cardivando Pereira afirmou que tudo aconteceu enquanto os dois carregavam um guarda-roupa na casa do ator. “Ele insistiu em ajudar e saiu do terceiro andar até o térreo carregando o móvel. Depois eu tive que sair e quando voltei, ele já estava desmaiado. Nós o socorremos o quanto antes. Ele tinha pressão alta, mas se tratava com remédios controlados e não reclamava de dores”, afirmou.

Relacionadas