segunda, 21 de agosto de 2017
Prisão
Compartilhar:

Dupla é presa com dez quilos de cocaína em Nova Floresta; droga seria distribuída em CG

Fernanda Figueirêdo / 15 de julho de 2015
Foto: Divulgação
Dois homens, sendo um deles guarda municipal de Sossego, no Sertão do Estado, foram presos na madrugada de ontem, transportando 10 kg de cloridrato de cocaína em um veículo Ford Ka com placa de Soledade. A droga vinha da capital potiguar e seria comercializada em Campina Grande. A polícia estima que os traficantes da região lucrariam até R$ 300 mil. A prisão da dupla aconteceu na cidade de Nova Floresta, Curimataú paraibano, em uma ação da Polícia Federal juntamente com o 9º Batalhão de Polícia Militar em Cuité.

“Acredito que os homens presos sejam apenas mulas do tráfico, e não os donos da encomenda. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de droga e foram conduzidos ao Presídio Regional do Serrotão, onde aguardarão sentença judicial. No momento da abordagem, eles não reagiram à prisão e não souberam explicar ou responder nada, só ficaram assustados”, disse o delegado da Polícia Federal em Campina Grande, Bruno Rodrigues dos Santos.

A droga estava sendo transportada pelo guarda municipal André Vanute de Lucena Souza, 23 anos, e Agliberto Teodósio dos Anjos Júnior, 25, residentes no município de São Vicente do Seridó. De acordo com o delegado, a PF havia recebido a denúncia e solicitou que a PM fizesse a abordagem ao veículo. Agliberto tem passagem pela polícia por receptação.

“Passamos com o comboio de viaturas e desconfiamos da atitude da dupla. Realizamos a abordagem e encontramos o entorpecente e mais de R$ 1 mil por baixo dos bancos do carro”, disse o comandante do 9º Batalhão, tenente-coronel Afonso Galvão.

O delegado disse que a droga seria distribuída entre os traficantes de Campina Grande. “Um dos rapazes confessou que havia combinado de ligar para uma pessoa ir pegar a droga na rodoviária. O que chama a atenção é que esse é o entorpecente mais refinado, o cloridrato da cocaína, que os usuários tanto cheiram quanto dissolvem e injetam”, explicou.

Bruno disse que a Polícia Federal continuará investigando para tentar chegar aos responsáveis pela droga. “O objetivo principal da ação era não deixar a droga chegar às ruas”, concluiu.

Relacionadas