domingo, 19 de novembro de 2017
Policial
Compartilhar:

Delegado especial deve investigar morte de presidente do PT de Mogeiro

Redação / 07 de abril de 2016
Foto: Ilustração
A cúpula da segurança pública da Paraíba deve designar um delegado especial para investigar o assassinato do presidente do PT de Mogeiro, Ivanildo Francisco da Silva. Foi o que garantiu o delegado da Seccional de Itabaiana, Hugo Helder. Ele acredita que o crime tem relação sim com o trabalho desenvolvido pelo petista dentro da questão de Reforma Agrária.

"Com certeza a motivação do crime foi disputa por terra", informou o delegado Hugo Helder acrescentando que, inclusive, pode ter relação com um atentado sofrido pela vítima no ano passado, quando ele foi baleado. Existem indícios inclusive, de que possa ter sido encomendado por latifundiários da região.

Acredita-se que os disparos foram de uma arma de calibre 12, mas isso não foi confirmado pela perícia. "Por volta das 10h da noite vizinhos ouviram os disparos, mas não saíram para verificar o que era e alguns chegaram a pensar que poderia ser fogos de artifício. Só pela manhã que eles foram ver o que realmente havia acontecido e encontraram o corpo por volta das 9h30 da manhã", afirmou o delegado.

A filha de Ivanildo Francisco da Silva de apenas um ano e um mês estava na casa com o pai no momento do crime. Ela passou a noite inteira ao lado dele, até os vizinhos chegarem e acharem o corpo da vítima, que além de presidente do PT era líder do Movimento dos Sem Terra (MST) e suplente de vereador.

Relacionadas