terça, 17 de julho de 2018
Paraíba
Compartilhar:

Doação de sangue cai pela metade na greve

Lucilene Meireles / 31 de maio de 2018
Foto: Arquivo
Por conta da greve dos caminhoneiros, o Hemocentro da Paraíba registrou uma queda de 50% no número de doações de sangue em relação aos dias normais. Para tentar melhorar o estoque de sangue tipo A positivo, o mais crítico no momento, e todos os negativos, o local vai funcionar hoje, feriado de Corpus Christi. A situação é tão grave que o Estado lançou um plano de contingência priorizando o sangue armazenado apenas para atendimentos de urgência e emergência.

“Por causa da greve, os doadores não estão conseguindo chegar”, lamentou a enfermeira do Ciclo do Sangue, no Hemocentro, Alyne Souza. Ela relatou que, antes do movimento, estavam sendo registrados 200 doadores ao dia. Agora, são apenas 100.

Com o plano, fica reduzido o sangue para cirurgias eletivas. “O estoque de sangue positivo está excelente, mas o tipo A e todos os negativos estão em nível crítico. O plano de contingência é preventivo, para que não venha faltar em razão de redução do número de doadores”, lamentou.

Conforme a enfermeira, a situação estava equilibrada antes da paralisação. “O Hemocentro estava abastecido com todos os tipos de sangue. Com a greve, o sangue negativo, que é mais raro, ficou ainda mais reduzido. Porém, como estamos no plano de contingência, a demanda também diminuiu. O sangue está sendo direcionado para urgências e emergências”, enfatizou.

Convocação 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está convocando os doadores de qualquer tipo de sangue negativo e A positivo para comparecer ao Hemocentro. As doações vão ajudar a manter o atendimento aos serviços de saúde.

O motorista Jaymeson Medeiros, 36, é doador desde os 18 e disse que faz questão de participar da campanha. “Meu tipo sanguíneo é A positivo. Sei que é mais raro e, por isso mesmo, vou ao Hemocentro para doar a cada três meses. Cumpri esse prazo e quero aproveitar o momento para fazer a minha parte e ajudar quem está precisando”, declarou.

Insumos garantidos

A falta de combustível não afetou o transporte de insumos hemoterápicos, como bolsas, seringas, agulhas e anticoagulantes. Na Paraíba, o Hemocentro foi abastecido semana passada.

“A preocupação é mesmo com a questão dos doadores. Ontem, o serviço social ligou para os doadores e eles afirmaram que estavam com dificuldade para chegar até aqui por conta do transporte”, destacou a enfermeira Alyne Souza.

10

É o número necessário de bolsas de sangue para realizar uma cirurgia cardíaca, segundo a enfermeira do Ciclo do Sangue, do Hemocentro da Paraíba, Alyne Souza.

Quem pode doar

- Ter entre 16 e 69 anos de idade;

- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas antes da doação;

- Ter dormido bem na noite anterior;

- Não estar tomando nenhum tipo de antiinflamatório e antibiótico;

- Não ter tomado vacina recentemente;

- Não ter feito cirurgia;

- Pesar acima de 50 kg;

- Não ter tido hepatite, malária ou doença de Chagas;

- Não ter comportamento de risco para DSTs como Sífilis, Gonorréia, AIDS;

- Obedecer ao prazo de doação: 90 dias para homens e 120 para mulheres;

- Não estar grávida ou amamentando.

Fonte: Hemocentro da Paraíba.

Hemocentro - horário de funcionamento

Hoje - 7h às 13h

Sexta - 7h às 17h30

Sábado - 7 as 17h.

Serviço

Hemocentro de João Pessoa

Avenida Dom Pedro II, 1119

Documentos necessários – RG ou outro documento de identificação com foto, emitido por órgão oficial.

 

Relacionadas