domingo, 18 de fevereiro de 2018
Cidades
Compartilhar:

Pai se acorrenta em praça pública em busca de tratamento para filha doente

Renata Fabrício / 05 de Maio de 2016
Foto: Portal Uiraúna
“Este é um ato de desespero”, diz o vendedor ambulante Flávio Coelho de Assis Ferreira, 34 anos. Desde terça-feira ele está acorrentado em um banco de praça no Centro da cidade de Uiraúna, no Sertão. O motivo é Jamily, 3 anos, filha de Flávio, e diagnosticada há dois anos com aciduria glutárica tipo 1, doença rara e hereditária que restringe a alimentação apenas a fórmulas de leite específicas e alimentos não derivados de proteína animal. O vendedor, que está à café e água, disse que só sai da praça quando o leite chegar para Jamily.

Com apenas uma lata do leite GAcMed B Plus na dispensa de casa, Flávio se acorrentou na praça para pedir que a prefeitura cumpra a ordem da Justiça em fornecer o alimento e uma aplicação de botox que a criança precisa receber a cada três meses, e há um mês está atrasada. No Brasil, o leite tem apenas um fornecedor, em São Paulo, e custa R$1.680 cada lata de 500 gramas.

Segundo a Secretaria de Saúde de Uiraúna, a prefeitura está com dificuldade em conseguir o leite por causa do distribuidor. “O município já vem fornecendo parte da alimentação, o Pregomin. Esse leite especial tem uma fórmula metabólica que só existe distribuição em São Paulo. A injeção de Botox ficou para o Cedmex de Cajazeiras fornecer”, informou a assessoria de comunicação do município.

Leia Mais

Relacionadas