quarta, 20 de junho de 2018
Cidades
Compartilhar:

O dia foi dos pais e de muito trabalho

Aline Martins / 15 de agosto de 2016
Foto: Nalva Figueiredo
O taxista Laurenio Queiroz Neto, 54 anos, e o comerciante Lisbano Gomes de Souza, 40 anos, não se conhecem, mas em comum são pais e por necessidade tiveram que trabalhar no dia de ontem – dia dedicado a eles. Assim como os dois, outros pais ficaram distante dos seus filhos por conta das obrigações trabalhistas e nem sempre é possível curtir a data totalmente com os filhos. 

Como o horário quem faz é o próprio taxista, Laurenio Queiroz informou que só decidiu trabalhar pela manhã até o meio-dia para em seguida poder ter a companhia dos filhos e almoçar com a família. Ele tem quatro filhos adultos e a data é sempre especial. “Fico feliz e sempre quando possível estamos nos reunindo”, disse, destacando que queria ter mais tempo para poder ficar perto dos filhos.

received_922361207874594

Já o comerciante Lisbano Gomes tem uma filha de sete anos e revelou que é um pai coruja. “Faço todos os gostos dela. Ontem (sábado) me perguntou se a gente iria na praia no dia dos pais, falei que não poderia nesse dia porque tinha que trabalhar, mas que no próximo feriado iríamos”, comentou, revelando que a filha nasceu de sete meses e que a criança é o “xodó” da família. Assim como o taxista, o comerciante disse que só trabalharia até o meio-dia e em seguida iria curtir com a filha.

Relacionadas