segunda, 16 de julho de 2018
Justiça
Compartilhar:

Magistrados da PB participam de Curso de Conciliação e Mediação em SP

Kubitschek Pinheiro / 25 de maio de 2018
Cinquenta magistrados de todo País participaram do Curso de Conciliação e Mediação para Magistrados, na sede da Associação Paulista de Magistrados (APAMAGIS), em São Paulo. A capacitação foi promovida pela Escola Nacional da Magistratura (ENM) e pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB). O curso teve carga horária de 40 horas.

Da Paraíba, participaram o desembargador Leandro dos Santos, diretor do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução e Conflitos (Nupemec), os juízes Fábio Leandro de Alencar Cunha, Ana Amélia Andrade Alecrim Câmara (coordenadora do Cejusc da Capital) e Adriana Barreto Lóssio, titular da Turma Recursal de Campina Grande. O evento teve a coordenação da juíza Valéria Lagrasta.

Para o juiz Fábio Leandro, diretor adjunto do Nupemec, essa foi mais uma oportunidade de atualização sobre a política de pacificação adotada em vários estados. “Foi uma troca de conhecimentos e ideias entre os diretores, os juízes participantes dos Nupemecs e Cejuscs do Brasil, e, com isso, podemos aprimorar o treinamento que o Núcleo disponibiliza para os alunos das universidades conveniadas, servidores da Justiça e as pessoas interessadas na conciliação e mediação”, comentou

O magistrado acrescentou, ainda, que a experiência nacional trouxe novas práticas de pacificação adotadas pelos Cejuscs espalhados em todo o Brasil. “Além da formação de um grupo de juízes, que passarão a trocar ideias e experiências em seus estados, objetivando alavancar, cada vez mais, a política da pacificação como solução de conflitos”.

Fábio Leandro ressaltou, também, a atuação das juízas Ana Amélia e Adriana Lóssio no Nupemec. Para ele, Ana Amélia vem realizado um excelente trabalho no Cejusc Cível da Capital e de Mangabeira, onde é a atual coordenadora. “Ela busca difundir as práticas da conciliação e mediação como forma de dirimir os conflitos”, disse.

Quanto à juíza Adriana Lóssio, Fábio Leandro afirmou que ela se mostrou muito interessada na utilização desses métodos de solução de conflitos, buscando se aperfeiçoar e se capacitar, ainda mais, para utilizá-los em suas atividades judicantes. “Certamente, ajudará a coordenadora dos Cejuscs de Campina Grande na conscientização de toda a sociedade de que a conciliação é o melhor caminho para a solução dos litígios”.

Relacionadas