segunda, 18 de junho de 2018
João Pessoa
Compartilhar:

Faixa exclusiva começa a funcionar em Mangabeira, mas comerciantes estão insatisfeitos

Bruna Vieira / 04 de julho de 2016
Foto: Rafael Passos
A faixa exclusiva para ônibus começa a funcionar hoje em caráter educativo na Avenida Josefa Taveira, em Mangabeira. João Pessoa soma 12 km de faixa, segundo a Superintendência de Mobilidade Urbana. O período é para adaptação e ainda não havia iniciado por problemas como os comerciantes da região. Quem vende produtos ou trabalha com frete está insatisfeito com a mudança.

Para a diarista Jacemira Ventura, a faixa exclusiva vai dar mais agilidade ao deslocamento dos usuários de transporte coletivo. “O ônibus vai chegar mais rápido ao seu destino, já que não vai estar competindo com os carros. Isso é ótimo”, disse. Mas, para os comerciantes do local, a novidade não agradou. “Vai acabar com a feira. Quem não tem boxe no mercado, não vai ter para onde ir. Há 23 anos trabalho neste mesmo lugar, quando aqui só tinha duas lojas, era mato e lama. Vi Mangabeira crescer, mas, tem que ter estrutura. Para mim, que também ando de ônibus, a faixa não vai melhorar muito, porque os carros não respeitam. Esgoto estourado e buraco na rua também causa acidente e ninguém se importa com isso”, relatou.

Gutemberg Rodrigues, fretista, está preocupado com o trânsito no local. “Por um lado é bom porque estão abusando muito, tanto quem estaciona de qualquer jeito, quanto quem vende. Fazem a faixa de oficina. Mas, acho que não vai funcionar, porque a gente não consegue nem parar nas lojas para pegar móveis e se parar, as câmeras multam. Não há como fazer carregamento. Daria certo se fosse como na Epitácio, que são três faixas de cada lado”, comentou.

6 km de faixa exclusiva em Mangabeira

Insatisfeitos

Taxista há mais de 10 anos, Luiz Gonzaga de Lima, aponta o crescimento desordenado do bairro como problema. “Era para ser de classe média, mas, cresceu demais a ponto de se tornar o segundo maior centro comercial da capital. A princípio, a discórdia é grande entre os comerciantes, porque a faixa impossibilita o acesso do usuário que vem comprar na loja. Seria mais viável se fosse um estacionamento, zona azul. Às 7h, 13h30 e 13h30 é complicado o trânsito. Pensaram apenas na agilidade do ônibus, mas, é todo um conjunto”, opinou.

William Ricardo Gouveia, comerciante, sinaliza que haverá queda no comércio. “O cliente vem e não tem como parar. Tem carro que estaciona na calçada, forçando o pedestre a se arriscar no meio da rua. Não tem estacionamento por trás. A loja não vende e fecha. Acabou-se o comércio de Mangabeira. Vai piorar quando passar a valer de verdade. É bom para o passageiro, mas, é o comércio que gira a economia, é a mola do mundo”, afirmou.

Relacionadas