quinta, 24 de maio de 2018
João Pessoa
Compartilhar:

Avenida Beira Rio será ‘resgatada’ e obras vão custar R$ 6,7 milhões

Redação com assessoria / 08 de julho de 2016
Foto: Secom-JP
Seis milhões e setecentos mil reais. Esse é o valor total que deverá ser investido nas obras de revitalização da Avenida Beira Rio, em João Pessoa. O projeto foi apresentado nesta sexta-feira (08) pela prefeitura e prevê o resgate da área das calçadas para uso dos pedestres, além da implantação de uma ciclovia que ligará o Parque da Lagoa até a orla do Cabo Branco pelo canteiro central.

Para elaboração, o projeto envolveu técnicos, professores universitários, ciclistas e contou com o assessoramento de um dos principais escritórios de projetos viários da cidade. "Realizamos um levantamento detalhado na área, com registro fotográfico, topográfico e presencial. Também foi realizada ampla discussão entre os técnicos e entidades envolvidas", ressalta Carlos Batinga.

Segundo Batinga, pelo menos 900 novas árvores serão plantadas em todo o trecho, além disso, os espaços das calçadas serão reintegrados em até 5 metros, garantindo segurança a todos os pedestres. "Será uma recuperação de todo o corredor, onde pedestres, ciclistas e motoristas terão seus espaços".

No que diz respeito à ciclovia, ela terá início no Parque da Lagoa, com sinalização a partir da Av. Getúlio Vargas e seguirá pelo canteiro central pela Av. Duarte da Silveira, Av. Ministro José Américo de Almeida, Av. Odilon Coutinho até alcançar a Av. Cabo Branco, na orla.

Mobilidade

Segundo a secretária de Planejamento, Daniella Bandeira, este é mais um passo para melhoria da mobilidade urbana executada pela PMJP. “A Seplan já deu início às questões referentes à licitação que envolve o projeto. Estamos começando pela Avenida Beira-Rio, mas nossa intenção é ampliar esta proposta posteriormente, oferecendo projetos para os principais corredores de tráfego da cidade, tais como a Avenida Tancredo Neves, Epitácio Pessoa, dentre outras”, destacou.

Segundo o secretário de Infraestrutura, os investimentos foram provenientes do Governo Federal, através da Caixa Econômica e representam um ganho inestimável para cidade. “Com esta iniciativa da PMJP, os ciclistas também estão ganhando em segurança ao trafegar. É importante frisar que o projeto obedece às regras de acessibilidade regularizadas pela ABNT”, ressaltou Cássio Andrade.

Relacionadas